quarta-feira, 23 de abril de 2008

DIA MUNDIAL DO LIVRO - 23 DE ABRIL

Desde que passei a ser capaz de ler, sempre tive um ou mais livros em simultâneo como companheiros, pelo que não posso falar de todos, mas quando adolescente vi em "Fahrenheit 451" uma idosa deixar-se imolar pelo fogo da queima da sua biblioteca proibida, compreendi que sem estes parceiros a minha vida perdia muito do seu significado e nunca mais me consegui libertar da companhia dos livros.
Dia Mundial do Livro, poderia falar-vos dos que perturbaram a minha consciência, daqueles que mais me divertiram ou onde mais aprendi, mas no 50.º Aniversário do Vulcão dos Capelinhos optei por três obras importantes sobre aquela erupção e que me têm apoiado neste blog.

Um relato sobre a erupção ao longo dos seus vários meses de actividade, com numerosas fotos (muitas delas publicadas neste blog) e as primeiras imagens a cores do evento. Foi o primeiro livro de vulcanologia que li, era ainda criança, confesso que nem tudo percebi então, mas descobri o que queria ser quando adulto, mesmo sem conhecer o significado pleno da palavra geólogo, e nunca mais mudei de opinião.
Existe uma edição mais recente à venda em várias livrarias dos Açores.




Além de vários temas culturais, inclui um conjunto de artigos científicos recentes sobre o vulcão e várias das crises sísmicas que atingiram o Faial, cuja maioria dos autores me orgulho de fazerem parte do meu grupo de amigos dispersos por várias universidades de Portugal. Escrito numa linguagem acessível, está disponível em várias livrarias dos Açores e em todas do Faial.


Resultado de uma edição efectuada no âmbito das comemorações dos 50 anos do vulcão dos Capelinhos e onde predomina o "fac-simile" é um livro de 4 quilos, que inclui uma vasta colectânea dos artigos científicos publicados nos primeiros anos a seguir à erupção, que abrangem vários campos do saber. Possui uma exaustiva cobertura das notícias colocadas em revistas e jornais locais, nacionais e mesmo internacionais. Tem poucos artigos recentes, talvez a aguardar um segundo volume. Vale pela compilação em si, a mais extensa que conheço sobre este evento.
Não o vejo em livrarias, talvez o encontre no OVGA.

5 comentários:

Lc disse...

Como eu gostava de o "apanhar", mas também já procurei e nada. Vi nesse site que indicas, mas a busca não deu frutos.
Que pena.

geocrusoe disse...

não desanimes... mais cedo ou tarde vão aparecer exemplares à venda, nem que seja por pressão de interessados.

Pedrita disse...

me impressionou bastante Fahrenheit 451. eu estive no dia mundial do livro em um debate sobre direito autoral, muito interessante. daqui um tempo estará no meu blog. estou com as postagens culturais atrasadas. vou avisar a minha irmã desse livro sobre a atividade vulcânica. adorei a seleção. eu estou lendo um livro bárbaro atualmente, da annemaria selinko. estou devorando. beijos, pedrita

Carlos F. C. Campos disse...

Geocrusoe, que livro ou livros aconselharia a quem tivesse um interesse nas areas da geomorfologia, geologia e vulcanismo? os em inglês são bemvindos, mas a preferencia vai para os em português.

Carlos F. C. Campos disse...

Boa Páscoa.