sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

SISMOS 2007 - uma tranquila agitação padrão

Quando viajo pela internet uma das minhas páginas favoritas é a do Centro de Vulcanologia da Universidade dos Açores. Ali vou tomando conhecimento das actividades que desenvolvem e grau de agitação deste chão que teima em não se acalmar.
Epicentros dos sismos desde Janeiro de 2007 em torno da ilha do Faial.

Confesso que o tempo me passa despercebido enquanto enquanto exploro o link da actividade simovulcânica, onde habitualmente analiso combinações das distribuições espaciais dos epicentros para vários períodos de tempo e de áreas que calmamente pré-selecciono para surgirem no mapa com um Sistema de Informação Geográfica associado que permite esta experiências.
Localização dos epicentros na região dos Açores desde Janeiro de 2007.

As imagens deste post, todas produzidas a partir da página do Centro de Vulcanologia, mostram acima a actividade sísmica ao longo do ano de 2007, agora quase a terminar, para a área em torno do Faial ou em todo o Arquipélago, considerando eventos com magnitude superior a 2, e, se nada surgir neste dias que ainda restam para o fim do ano, pode-se de dizer que dentro da agitação normal que anima estas ilhas, 2007 parece um ano completamente normal... afirmação que resulta da comparação de mapas abaixo representados.

Epicentros localizados em torno do Faial desde o ano 2000.

Assim, o padrão da distribuição dos epicentros parece repetir-se nuns e noutros mapas, todavia nada de conclusões precipitadas, quem estuda ciências da Terra sabe bem quanto este planeta nos surpreende!
Sismicidade registada nos Açores desde o ano 2000.

A título de exemplo, recordo quanta surpresa em 1998 ou no padrão do ano de 1980, por isso os prognósticos não são coisas fiáveis, são futurologia incerta, mas a descoberta das regularidades, das anomalias e a compreensão do mundo que me cerca são aspectos que me fascinam na Geologia e em 2008 temos um motivo importante para discutir este planeta, mas isso virá em próximos posts.

1 comentário:

Desambientado disse...

Traga para 2008, tudo o que de bom tem para dar:

Traga árvores p’ra plantar,
Consciências p’ra despertar,
Almas p’ra consolar,
E vidas para cuidar.

Traga champanhe fresquinho,
Por ser chique esse vinho
E fazer-nos acreditar,
Que o mundo ainda vai mudar.

Feliz 2008.

Félix