sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

FERIAS, FOTOCOBERTURA V - Toronto, cultura e compras

Para mim Toronto e' uma cidade que se destaca sobretudo pelo seu dinamismo economico e cultura contemporanea, para quem visitar a cidade ficam aqui algumas dicas:


The Four Season Centre, inaugurado desde a minha anterior viagem ao Canada e' a sede da Canadian Opera Company e do National Ballet of Canada, situado mesmo junto a' camara municipal de Toronto, e' o principal nucleo de Canto Lirico e do Ballet da cidade e da comunidade de expressao inglesa do Canada.


Roy Thomson Hall, situado na baixa de Toronto, e' a sede da Orquestra Sinfonica de Toronto e um local que recorda o icone musical que foi o pianista Glenn Gould, a sua sala principal com um anfiteatro circular, possui grandes dimensoes e uma excelente funcionalidade, a orquestra neste momento e' a mais importante do Canada anglofono.

Em termos de galerias de pintura a visitar, a AGO - Art Gallery of Ontario e' sempre uma agradavel surpresa, sobretudo na pintura do impressionismo ao seculo XX, com especial destaque para a pintura do Canada de Tom Thomson e do Grupo dos Sete que transpuseram o impressionismo paisagistico para este pais. Para galerias privadas e comercio de arte actual, visite o Distillery Historic District, uma 'area a leste e proxima da baixa da cidade e do lago Ontario que resultou de uma zona industrial recuperada.

Toronto possui ainda numerosas e grandes livrarias, com destaque para a World's Biggest Bookstore, junto ao Eaten Centre, na Edward Street, ai' encontra 27 km de prateleiras para explorar todos os temas que se lembrar (e' a minha livraria predilecta de todas as que conheci ate' hoje), as cadeias "Chapters" e "Indigo" parecem-se com a FNAC e teem numerosas lojas por toda a cidade, gosto mais das da segunda, sobretudo a que se situa junto ao cruzamento da Bay com a Bloor Streets, nestas tambem encontra CD e DVD, mas para estes dois ultimos produtos o maior local que conheco na cidade e' a HMV na Yonge Street, tambem junto ao Eaten Centre.

Ao nivel da literatura ou da fotografia, pintura e artes plasticas contemporanea, Toronto e' uma excelente surpresa e, devido a' actividade de familiares, tenho a sorte da cidade mostrar-se me neste campo de uma forma invejavel.

A maioria dos principais arranha-ceus, centros comerciais e estacoes de metro da baixa de Toronto estao ligados por uma rede subterranea de corredores comerciais - PATH - um conjunto, novamente de 27 km, de lojas variadas, restaurantes, bancos, etc. para explorar sem ter de enfrentar o frio de inverno ou os dias de chuva no verao, mas esteja atento aos mapas disponiveis, caso contrario, perde-se nesta autentica cidade labirintica do subsolo, mas tambem ha numerosas saidas para se localizar `a superficie.

3 comentários:

Anónimo disse...

A queimar os ultimos cartuxos.....
Aproveita que segunda tiras fotos do faial hehehehehehe!!!!!

Filipe

geocrusoe disse...

Ao fim de tanto tempo so' agora voltas a aparecer... Nao te preocupes que se os proximos cartuxos dispararem imagina onde estara' o alvo preferencial! Hihihihihi!!!

RJ disse...

Os meus pais visitaram Toronto há alguns anos atrás e falaram dessa "cidade subterrânea".

Do Canadá só conheço Vancouver, uma das cidades com melhor qualidade de vida do Mundo. Mas a ideia com que fico depois de ver as fotos é que Toronto é muito mais interessante a nível aquitectónico.