quarta-feira, 10 de agosto de 2016

FESTA do LIVRO 2016 na Horta - A colheita da visita para a minha biblioteca


Não costumo falar dos títulos que compro antes de os ler, mas visitei logo no seu primeiro dia a Festa do Livro 2016 que decorre nesta Semana do Mar e confesso-me agradavelmente surpreendido face ao ano passado. É verdade que do conjunto de de obras que tinha anotado para comprar em breve apenas encontrei uma: "Americanah" de Chimamanda Nogzi Adichie, mas também encontrei muitos bons livros que já li e outros de escritores que conheço que estiveram nas minhas mãos para aquisição, mas o pacote de compras já estava extenso e comecei a encolher a lista e esta reduziu-se a 9 obras.
Curiosamente uma já li quando jovem, mas não a tinha e por vezes apetecia-me folheá-la "A quinta dos animais" de Orwell. Também me aventurei por escritores famosos que nunca li: contos de Yukio Mishima e outro de Gogol, mais outro contemporâneo que tem merecido grandes elogios Colm Tóibín sem ser em nenhum destes casos as suas obras de referência, mas para a estreia por vezes é uma boa opção, pois mantém a esperança de que ainda há deles melhores títulos quer se tenha gostado ou não do livro por onde se começou.
Também não podia deixar passar a oportunidade de voltar a ler o concidadão Canadiano Yann Martel numa obra que até fala de Portugal, uma coincidência que me tem despertado interesse e como à muito queria ler "O cerco de Lisboa" de Saramago já arranquei com esta leitura.
Os últimos dois, Franzen e Hess, são as obras mais referidas deles e foram oportunidades do momento, mas houve muitos mais títulos que estiveram em vias de compra, pelo vale a pena passar por lá 

7 comentários:

Manuel Cardoso disse...

De todos esses só li o do Saramago e o do Orwell (prefiro o outro título, O Triunfo dos Porcos). Gostei muito de ambos.
Abraço

Carlos Faria disse...

Foi com esse título que eu o li no passado, embora este seja mais fiel ao original.
Saramago já há unjs anos que não o lia na forma de escrita que o caracterizou, Claraboia fora o último e ainda com uma pontuação clássica.
Penso que seria bom conhecer Chimamanda, alguém que nos mostra uma África diferente da lusófona e onde se encontra o cristianismo, o animismo e o islamismo com todos os problemas que estão a eclodir por arraste do fundamentalismo e descritos de uma forma interessante e com olhos femininos.
Franzen faz-nos retratos fortes dos EUA de hoje numa linguagem muito realista e tocando os problemas que a humanidade está a enfrentar na atualidade.

Pedrita disse...

que bacana. quero ler o lobo das estepes. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Estive indeciso na compra, mas como é a obra de referência de Hess, lá comprei. Os que me despertam mais curiosidade são mesmo obras recentes: Americanah, depois de ter gostado dos Hibiscos roxos e de me dizerem que este é muito bom, Nora Webster dado os elogios que este escritor tem recebido.

olhodopombo disse...

Que bom ter oportunidade da feira de livros! eu ficaria maluca num lugar assim; vamos ter uma também em breve ena Cidade de São Paulo. Esse livro do Orwell é o que aqui se chama A REVOLUÇÃO DOS BICHOS? Na adolescência li todos os livros do Hess editados no Brasil.
Agora eu leio uma escritora norte-americana chamada Donna Tartt, que é autora do famoso "O PINTASSILGO", que li em 2015. Mas esse "O amigo da infância" eu estou gostando muito mais.

Carlos Faria disse...

Sim é o mesmo livro de Orwell e em Portugal existe ainda um terceiro título para este mesmo "Animal Farm" no original "A revolta dos porcos".
A feira do livro de São Paulo costuma ser uma tema bem divulgado nos mídia em em Portugal, até porque costumam dar um certo relevo à literatura de cá e isso arrasta jornalistas para cobrir o evento.
Já li o Pintassilgo, gostei, embora tenha alguma infantilização e tratamento angelical dos protagonistas.

nuno martins disse...

Boa escolha nos livros, já li o "História do Cerco de Lisboa", o "Correcções" do Franzen (o meu autor americano contemporâneo preferido), tenho uma opinião (http://oqueeuleio.blogspot.pt/2011/06/correccoes-jonathan-franzen.html) no "O Que Eu Leio" sobre este livro e o Gogol (o meu Russo preferido). Hoje por coincidência e depois de ter lido o "1984" comprei "A Quinta dos Animais" do Orwell, já estive para comprar o do Martel mas não me seduziu, de Toibin nunca li nada, de Mishima ainda só li "O Marinheiro que Perdeu as Graças do Mar" e do Hess o obrigatório "Siddhartha".
Boas leituras.