quinta-feira, 8 de outubro de 2009

FORTE DE SÃO SEBASTIÃO

Forte de São Sebastião, um imóvel classificado património nacional, construído com funções de defesa na sequência dos tempos das guerras permanentes entre as potências europeias que descobriam e conquistavam novas terras além-mar...

Uma marco na baía do Porto Pim, cheio de potencialidades para eventos culturais que desenvolvam laços de fraternidade entre os povos que continuam a passar pela ilha ou, encantados pelo fascínio do Faial, o escolheram para sua residência.

Um monumento com um enquadramento idílico numa zona onde a magia é realidade.

10 comentários:

Grifo disse...

Um monumento que o mar come por dentro,
Deixando o seu futuro ás mãos da irresponsabilidade...

Desculpa...

Grifo disse...

se quiseres apaga... é melhor assim talvez... deixo para o escolheres... :S

amg disse...

caro «crusoe»:
um link interesante que descobri:
http://blogs.publico.pt/azulprofundo/

se já tinha conhecimento, fica a minha boa-vontade

cumptos

José Quintela Soares disse...

Pois é...resta saber o destino que os faialenses lhe querem dar.
As condições são extraordinárias, deslumbrante o panorama...mas pode não chegar.
Faço sinceros votos para que, uma vez mais, o nosso Património seja cuidado.

Um abraço.

Paula disse...

Uma boa chamada de atenção para o Património a ser respeitado...
Abraço

geocrusoe disse...

ao grifo
o mar come mais os alicerces que o interior, mas é uma situação que tem soluções técnicas... basta boa-vontade de quem pode ou insistência de quem quer. Se falharem estes aspectos, pode ter consequências mais irreparáveis.

ao amg
não conhecia, mas valeu a pena... muito interessante mesmo.

ao josé quintela
julgo que a resposta ao grifo se aplica novamente aqui.

à paula
a ideia foi essa mesmo, venha sempre, existirão outros temas no blog, uns mais interessantes outros menos, mas a cultura, a ilha e a geologia são presenças fortes neste blog.

Os Incansáveis disse...

Que coincidência! Estive na cidade de São Sebastião semana passada e coloquei um post sobre ela lá.
Denise

geocrusoe disse...

Pois já fui explorar o post e a cidade que me parece de estilo barroco e algo semelhante às cidades dos sul de Portugal e com Angra do Heroísmo nos Açores.

João Cunha disse...

Quando passei por lá este verão, toda essa zona da cidade da Horta pareceu-me desaproveitada, se bem que o meu tempo foi curto.

geocrusoe disse...

Infelizmente confirmo a tua impressão.