domingo, 1 de julho de 2007

1st July - CANADA DAY

A 1 de Julho de 1867 quatro províncias: Ontario (Upper Canada,) Quebec (Lower Canada), Nova Scotia e New Brunswick assinam um tratado de união e criam um novo país, o Canada. Este veio a ser e será sempre o meu país natal.
À semelhança do que agora acontece com a União Europeia, aos poucos outras colónias inglesas foram solicitando entrada no Canadá, primeiro o Manitoba, depois a Colúmbia Britânica (junto ao oceano Pacífico) e assim sucessivamente, até se atingirem 10 províncias e três territórios. A última adesão, já após a 2.ª guerra mundial, em 1949, com a entrada da Terra Nova e Labrador. Em homenagem à minha primeira pátria, eis algumas fotografias do Canadá urbano que muito gosto, mas o campo não é menos deslumbrante durante todo o ano.
(clique nas fotos para as ampliar)

A baixa de Cambridge (ON) - cidade natal

Parliament Hill - no centro de Ottawa, a capital federal. Na foto edifícios do Governo Federal

Outro accesso para o Parliament Hill - ao fundo a Peace Tower, a torre do Parlamento federal , uma cidade bilingue por excelência

CN Tower - o ex-libris de Toronto ao amanhecer

Câmara Municipal de Toronto (capital de Ontário) - uma jóia da arquitectura décda 1960

Baixa de Toronto vista da CN Tower - o maior centro económico do país

Câmara Municipal de Montreal - Old Montreal

Baixa de Montreal vista da ilha artificial no S. Lourenço, sede da Expo 67 - Uma capital cultural

Aspecto da Old Quebec City (capital do Quebec) - tipicamente francesa, excepto na pronúncia

Hotel no centro de Quebec City - construído pelos caminhos de ferro que uniram o País


Apesar do seu grande problema de conciliação da cultura francófona (centrada no Quebec) e anglófona, o Canadá, institucionalmente assume o multiculturalismo do país, a tolerância pela diferença de religião, raça, cultura, ideologia e orientação sexual. Passa despercebido ao lado do gigante EUA, mas é um exemplo de desenvolvimento sócio-económico, de coexistência pacíficas de vários povos, de solidariedade internacional e possui uma dinâmica cultura que rivaliza com as cidades do centro da Europa

5 comentários:

jose quintela soares disse...

O civismo, a limpeza, a preservação do mais antigo, o orgulho pela terra.

O que me ficou de uma semana em Toronto.

geocrusoe disse...

tudo o que disse é verdade e extende-se às restantes cidades que conheço, mas uma das razões prende-se com a necessidade de preservar valores amplamente divulgados pelos europeus, para distinção do império a sul... por isso, também o valor que dão à cultura e à educação

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

Rui Luís Lima disse...

olhamos as notícias diárias na televisão e o Canadá está sempre ausente, a razão (tendo em conta o conteúdo dos noticiários) está aqui bem expressa... a cultura e a civilização não fazem parte dos nossos noticiários televisivos.
um abraço cinéfilo
paula e rui lima

Fernando Resende disse...

Edifícios antigos...lembança de Praga, cidade que me marcou...FMR