sexta-feira, 22 de junho de 2007

FESTAS DE SÃO JOÃO - Marchas

As romarias preservam tradições e o convívio social. O S. João da Caldeira foi uma das romaria mais importantes do Faial, além das merendas debaixo das árvores em torno da ermida, havia as tradicionais e espontâneas Chamarritas (a dança folclórica que mais cativa os faialenses, que numerosos jovens ainda hoje aprendem e mostram interesse em bailar) e as Marchas de S. João (de carácter organizado em que a juventude levava semanas a preparar-se).
Recentemente o S. João da Caldeira tem sido menos participado, mas este ano organizaram-se seis marchas na ilha.

Abaixo o ensaio geral da Marcha de S. João da Ribeirinha, uma das comunidades mais pequenas da ilha mas que tem mantido a tradição. A chuva reapareceu e impôs o teste dentro de casa, divido por grupos de trabalho. Para uma aldeia com pouco mais de 400 habitantes e envelhecida, reunir 54 marchantes e ainda músicos, incluindo composição, coreógrafos e costureiras, entre residentes e amigos, mostra bem a força desta freguesia.


Ensaio geral em curso
O arranque do ensaio para o segundo Grupo

O grupo III sob a batuta do coreógrafo


Um aspecto da coreoagrafia

Resta desejar a todos boa sorte, que se divirtam e Bom São João

2 comentários:

jose quintela soares disse...

Ainda bem que há jovens que se interessam pela "Chamarrita".
Houve uma época recente em que cheguei a temer o seu desaparecimento, mas tenho notado, no Pico, que apareceram grupos infantis de danças tradicionais, em que obviamente a "Chamarrita" ocupa lugar de relevo.
Vê-la bem dançada por miúdos...encanta!

geocrusoe disse...

Aqui, nalgumas freguesias dos Faial, existem "escolas" de chamarrita, criadas nas colectividades a pedido da juventude e não são poucos os que as frequentam.