terça-feira, 1 de maio de 2007

PORTO(?) DA FAJÃ

Ao contrário do Continente, onde se vêem barcos de pesca a serem lançados ao mar ou a acostar através dos areais das praias, nos Açores tal situação é uma raridade.
Assim, apesar da existência de um areal a menos de 500 m deste local, a Praia do Norte, que dá nome à freguesia, os seus habitantes preferiram colocar um pouco de cimento na zona de contacto da escoada lávica da erupção de 1672 com o mar e aí construir uma rampa varadouro.
Esta intervenção resultou no Porto da Fajã... sem dúvida o porto mais simples que conheço em todo o país.
O porto da Fajã da Praia do Norte

A zona de implantação do porto da Fajã junto à escoada de 1672 do vulcão da Praia do Norte

Provavelmente existe uma explicação geomorfológica para a não selecção de praias como locais de partida ou chegada a terra dos barcos de pesca:
O declive submarino diferente em torno das ilhas, relativamente ao da orla costeira no Continente, pode colocar a zona de rebentação das ondas a uma distância crítica para quem entra ou sai para o mar nos tradicionais barcos de pesca... na verdade, através da experiência, a sabedoria popular sempre descobriu a melhor forma de contornar os problemas, infelizmente, nem sempre acontece com alguns autodenominados "peritos".
Mas o porto da Praia do Norte é mesmo um mimo... para já não falar de outros interesses geológicos na envolvente.

2 comentários:

serebelo disse...

De volta ao mundo da net, aqui deixo um abraço. O teu blog será agora uma óptima maneira de recordar o Faial à distância. Abraço.

geocrusoe disse...

Por coincidência, hoje saí do Faial... a Maple Leaf veiu ao de cima... mas sê bem vindo. Já agora, eu e os amigos do cineclube temos falado de ti... com saudades... vai dando notícias