segunda-feira, 21 de maio de 2007

MORRO DE CASTELO BRANCO II

Durante uma erupção traquítica, o magma viscoso sobe pela chaminé, devido à pressão em profundidade, e o novo material injecta-se no interior do domo ainda quente e não solidificado, o qual parece "inchar".
Uma consequência deste insuflar é que a parte mais externa - arrefecida e endurecida - fractura-se. Então, por acção gravítica e a pressão dos gases dissolvidos na lava, originam-se escorregamentos que alimentam algumas escoadas de detríticas de material a altas temperaturas que se acumula em torno da erupção e se "espraia" à volta do domo.
Em torno do Morro de Castelo Branco, devido à erosão do mar, que não só "descascou" o domo, como também formou um corte vertical nas rochas que o circundam, hoje é possível ver, de uma forma muito evidente, este depósito em forma de cunha encaixada entre as escoadas lávicas que já existiam no momento da erupção e as que se formaram posteriormente com origem noutros locais, depositadas por cima.


A estrutura em forma de cunha destaca-se por ser clara e formada de grãos finos ~
DICA: Quem chega ao Faial de avião e aterrar pelo lado poente da pista, pode observar a cunha simétrica que se desenvolve para leste do Morro de Castelo Brancol.

4 comentários:

serebelo disse...

Óptimos posts estes dois últimos (não desdenhando dos restantes). Abraço.

geocrusoe disse...

Bem vindo... aparece sempre aqui na página ou na ilha... és sempre bem vindo e tens amigos que te aguardam

Carlos F.C.C. disse...

A cunha a que se refere encontra-se na horizontal?
É devida ao espraiamento das cinzas desta erupção?
Estas cinzas foram arrastadas pelo vento ou foram ali depositadas pelo alcance da própria erupção?
O traquito e o ignimbrito são materiais iguais(?), mas com formações diferentes(?), ou seja como são parecidas, dão a impressão de que apenas diferem na forma como foram ejectadas, uma com mais pressão do que a outra.?
Os domos são todos feitos do mesmo material, ou seja são todos traquito?
O facto de se encontra no mar, afecta este tipo de erupção?
Quais as causas para este tipo de erupção naquele lugar, alguma falha?
Sendo de uma falha, é possivel que na mesma volte a acontecer uma erupção do mesmo tipo, ou pode mudar e aparecer um vulcão de tipo diferente?
Mais uma vez, impera a curiosidade.
Agradeço, a paciência.

Carlos F.C.C. disse...

Geocrusoe, ao crescer o domo levanta consigo o fundo do mar(?) formando uma capa?
Ou aquando do inicio da erupção, a libertação de gases abre caminho até á superficie, limpando todo o fundo marinho de modo a só haver traquito no domo?
Qual a temperatura máxima que esta rocha pode atingir?

Tenho uma especial curiosidade acerca de Maars, gostava de ler algo escrito por si acerca deste tema.

Sei que estou a ser um pouco persistente ao fazer tantas perguntas, e que depois de um dia de trabalho, uma pessoa persistentemente curiosa é ultima coisa que queremos, mas agradeço qualquer atenção que possa disponibilizar a estas questões que nos fazem compreender melhor o nascimento das nossas ilhas.
Estou certo que outras pessoas terão as mesmas dúvidas, pelo que agradeço mais uma vez o seu esforço e paciência.