quinta-feira, 10 de junho de 2010

10 Junho Dia de Camões... e de Portugal

Luís de Camões, imagem daqui

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já foi coberto de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Luis Vaz de Camões
Hoje, penso na dor deste Poeta ao ver a queda do seu País, olho para o meu Portugal e penso não sofrer menos...

8 comentários:

Pedrita disse...

nós sempre sofremos com rumos desastrosos. imagino o q sofrem os povos q ficam naquela região q já foi tudo, era iugoslávia, hj é tudo e mais um pouco. não deve ser fácil. beijos, pedrita

geocrusoe disse...

@ Pedrita
Os Balcãs era um xadrez de povos com, culturas, línguas e religiões cobertas por um regime ditatorial, quando o sistema se fragilizou todas as diferenças vieram ao de cima de uma forma dolorosa, só que hoje alguns desses novos países já se ergueram e atingiram níveis superiores a Portugal, que é uma nação una, em termos de cultura e língua.

César disse...

Estamos em queda de dia para dia.
Uma verdadeira tristeza na alma,é o que sinto.

geocrusoe disse...

Foi esse o sentimento que suportou a feitura deste post

A ilha dentro de mim disse...

São tantas as dores deste nosso País... E as nossas, que nele vivemos. Urge tratá-as, antes que infectem e acabem em septicémia...

geocrusoe disse...

Tenho medo que já não se consiga tratar as doenças deste País...

Ana Rita disse...

É verdade... hoje nos Jerónimos os túmulos são mais tristes.

geocrusoe disse...

pois... esta desgraça nacional até contamina os mortos!