domingo, 30 de maio de 2010

SISMO A OESTE DO FAIAL

Localização epicentral da crise - imagem adaptada e obtida da página do IM (clique para ampliar)

Na sequência da crise sísmica que se tem desenrolado na Oeste do Faial e a 14 de Maio aqui relatada, ocorreu hoje um evento com maior libertação de energia que terá atingido a Magnitude de 4,5 Richter, segundo as informação da página do IM, e nalguns locais desta ilha, nomeadamente no Capelo, poderá ter sido sentido com uma intensidade máxima próxima de V e na Ribeirinha próximo de IV na Escala de Mercalli Modificada.

O mesmo evento parece ter sido também sentido em grande parte da ilha do Pico, mas com menor intensidade.

CVARG, IM e Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores estão a acompanhar esta situação de instabilidade tectónica, as pessoas devem manter a calma e seguir as regras normais de precaução para este tipo de situações e ter em atenção os comunicados emitidos por aqueles Serviços oficiais.

8 comentários:

Mar de Bem disse...

Olha, a essa hora estava eu e a minha priminha Carol a ver se matávamos um mosquito e talvez por isso nada sentimos na Cônsul Dabney.
Esta casa também é bastante resiliente. Ela mexe-se, mas volta ao estado original. Tem voltado...!!!

Ana Rita disse...

Este deves ter sentido bem. Não queria estar aí, só de ler fico com medo. :)

geocrusoe disse...

@ Mar de Bem
Pois eu não sei bem se senti, houve um momento que me pareceu estar a fazer um sismo, mas estava num arraial de festa do Espírito Santo dentro de um barracão devido à chuva. Pouco depois alguém me avisou do sismo, por isso talvez fosse mesmo.
Quanto ao comportamento da casa, espero que se mantenha assim por muito tempo.

geocrusoe disse...

@ Ana Rita
Como se vê no comentário acima, não senti lá muito bem, no meio de um arraial não é das coisas mais fáceis, mas aquela suspeita leva-me a crer que isto abanou mesmo bem.

Mar Azul disse...

Ultimos dados
Hora Magnitude
2010-05-30 22:30 3,1
2010-05-30 22:22 2,8
2010-05-30 22:18 2,6
2010-05-30 22:04 2,3
2010-05-30 21:24 3,7
2010-05-30 20:52 2,8
2010-05-30 20:25 3,0
2010-05-30 20:01 2,7
2010-05-30 19:59 4,5

Anónimo disse...

Estes sismos tem origem tectónica ou vulcânica?
O SIVISA já se pronunciou?
Alguém sabe?

É que nas minhas aulas de geologia o professor dizia que estas sequencias, quando ocorrem nas encostas de grandes vulcões indiciam magmas a ascender.
É assim?

geocrusoe disse...

@ Anónimo
Pelas trocas de informação entre mim e o CVARG (o SIVISA faz parte do CVARG) as características são tectónicas, nos sismógrafos digitais modernos muitas vezes é fácil a distinção entre as 2 origens.
Vendo a localização, eu também deduziria que seriam tectónicos, pois não conheço nenhuma actividade vulcânica no local.
Sempre que há comunicados do CVARG (já os houve) o SIVISA pronuncia-se, pois as pessoas envolvidas são as mesmas.
Nós não estamos nas encostas de um grande vulcão (a + de 20 km do Faial), a ascensão de magma provoca sismicidade e quanto + sobe + sismos são sentidos, pois os epicentros sobem sequencialmente, mas não é este o caso. é fácil ver na página do IM que não existe uma subida progressiva dos epicentros, além de que os registos no CVARG indicam que são sismos tectónicos.

Anónimo disse...

Muito obrigado.