quarta-feira, 19 de maio de 2010

TELHADOS DA HORTA

Recordo-me em criança das nossas telhas tradicionais tipo canudo, conhecidas por telhas da Graciosa. Elas formavam os telhados, por norma escurecidos pelo tempo e líquenes, coberturas sujeitas aos vendavais que depois deixavam a chuva entrar e todos anos obrigavam aos dias de retelhar para manutenção da impermeabilização. Dias que eram de festa para a pequenada.
No final da década de 1980 surgiu a onda das telhas encaixadas, muito mais resistente ao tempo e ao líquenes, que não escureciam e tornavam berrante os telhados das nossas povoações observadas de cima.
Veio o compromisso no final do século XX com telhas importadas já escurecidas, com cor semelhante aos telhados antigos que se encaixavam em beirais novamente em canudo.
Hoje os telhados da Horta ostentam tudo isso, mas a telha tradicional limita-se quase a casas antigas sem reabilitações recentes.

6 comentários:

José Quintela Soares disse...

E é pena...

Abraço.

Pedrita disse...

eu adoro telhados, no sul do país são bem diferentes do resto do brasil. e hj há vários com teto solar q são bem bonitos tb. beijos, pedrita

Anónimo disse...

Este ângulo da cidade visto da Biblioteca é diferente.
Um abraço
SM+

geocrusoe disse...

@ J Quintela
Penso que teria sido preferível soluções intermédias, as posições da cultura na época também extremaram posições e alimentaram ódios à telha tradicional. A bem, conseguia-se muito mais do que com imposições em torno de imóveis classificados.

@ Pedrita
Pois nas partes antigas das nossas cidades ainda há telhados, nas urbanizações novas, até estes tendem a desaparecer.

@SM+
Tirei uma série de fotos há poucos dias exactamente para desfilar neste blogue, tendo em conta perspectivas diferentes.

Mar de Bem disse...

Eu preciso de melhorar o telhado da nossa casa e tem sido...o diabo! E sabes porquê? Porque as telhas de canudo que há, não casam com as telhas do beirado existente. O passo de onda é diferente, o suficiente para não haver conjugação. Como não quero tirar o beirado, ando completamente à nora! Se alguém souber onde há telhas antigas, agradeço que me diga. Agradecida!

geocrusoe disse...

@mar de bem
Ok, se souber de alguém digo, mas isso aqui na Ribeirinha após o sismo só se alguém reservou para depois vender, caso contrário desapareceu na totalidade.