terça-feira, 28 de outubro de 2008

FAIAL FILMES FEST 2008: Evocação a Dias de Melo

A edição de 2008 do Faial Filmes Fest, abriu com uma evocação ao escritor Dias de Melo, através das palavras de Sidónio Bettencourt e Victor Rui Dores.
Foi evidente que Dias de Melo, escritor neo-realista, que cantou como ninguém as dificuldades da vida dos baleeiros, não teve vida fácil, nem se rendeu às facilidades do mundo moderno e dos mídia... mas foi superior a tudo isto, teve ligações a grandes escritores e pensadores do país e dos vários cantos do mundo.


Reportagem recente da RTP-Açores sobre Dias de Melo

Na evocação a Dias de Melo, tão recentemente falecido, que amava a sua Calheta do Nesquim, as suas gentes e dizia "minha cidade da Horta", ficou claro que, pode nunca ter visto os seus livros passados a cinema... mas os seus textos são belas, duras e puras imagens de cinema...

5 comentários:

nanda disse...

Olá,
Tenho andado "embrulhada" em trabalho, não tem restado tempo. Venho dizer que lhe roubei uma foto do istmo do Monte da Guia e que indiquei o seu blog a uns colegas.
Quinta- feira lá estarei no Ensaio sobre a Cegueira, espero retomar a minha actividade cultural.

geocrusoe disse...

Cegueira é na quarta não na quinta

LB disse...

Há momentos, como este, em que me custa ainda mais não poder estar na ilha... Ai, se eu pudesse ser duas...

Grifo disse...

Eu fui na terça e para o ensaio da cegueira está esgotado... e não tenho ninguém que vaia comigo... xD

geocrusoe disse...

lb
compreendo...

grifo
Boleia para casa ainda te arranjava, bilhete é mais complicado, só se houver desistências...