quarta-feira, 14 de julho de 2010

HORTA... observada de novos ângulos 2

(clique na foto para a ampliar)

Pode parecer abusivo, mas quando se ama uma terra nunca nos cansamos de a ver, seja de que ângulo for e sentimo-nos sempre encantados com o que observamos.
Hoje uma imagem da Horta, onde faltam as baías, a cidade não está disposta em anfiteatro, nem mostra o seu porto, a sua marina ou o Pico ao fundo, mas, mesmo assim, é sempre bela, tal como se exibe ao edifício da sua Biblioteca Pública pelo lado Sul.

5 comentários:

Pedrita disse...

ah, não é abusivo não. olhar a paisagem continuadamente, ver novas nuâncias. hj na pressa poucos param para observar uma árvore, uma chuva, uma paisagem q nunca é igual. beijos, pedrita

José Quintela Soares disse...

Como o compreendo, caro "Geocrusoe"...
É a atmosfera que se capta, o eterno verde...nem sei explicar.
Mas concordo.

Um abraço.

geocrusoe disse...

@Pedrita
Pelo menos sou daquelas pessoas que olha e insiste em olhar o mundo que nos cerca, incluindo a paisagem e todas as suas variantes.

@Quintela Soares
Efectivamente há algo que não se sabe explicar... mas que é assim, é.

Anónimo disse...

De qualquer ângulo a Horta é sempre bonita.
Mas, quando se olha para a outra banda, o espectáculo é outro, queiramos quer não.
Só quem não entende essa beleza são os nossos governantes locais, que continuam em "obrigar" os transeuntes da nossa Avenida a voltarem as costas para o Pico ao se sentarem no respectivo muro.
Não será uma teimosia de menino mimado? não colocar bancos entre os salgueiros?
SM+

geocrusoe disse...

Talvez seja alguma arrogância para não atender ideias propostas por terceiros.