terça-feira, 27 de abril de 2010

SAUDADES DE CÉU AZUL

Neste tempo em que um vento forte persistentemente nos fustiga, uma chuva oblíqua e agressiva teima em não nos abandonar, um nevoeiro húmido, escuro e triste esconde-nos a a beleza da paisagem e o mar agride continuamente a nossa costa... deu-me saudades de ver fotografias desta ilha com céu azul!

Afinal não foi um sonho, tempos houve em desde o nascer-do-sol que até ao final da tarde, o céu estava realmente azul, não havia nuvens no ar e o mar estava calmo. As fotos testemunham-no e reavivem memórias dessa época... que saudades desse tempo que parece não mais querer voltar e se instalar!

6 comentários:

Pedrita disse...

agora mesmo está aprontado uma chuva por aqui. eu iria a pé fazer uns trabalhos, vou ter q esperar. beijos, pedrita

geocrusoe disse...

Pois talvez estas fotos tenha melhorado o tempo, pois hoje o céu está em parte azul e não faz vento.

Ana Rita disse...

É terrível ter que ir procurar umas fotografias para recordar que o céu pode ser azul.

geocrusoe disse...

Mas pelos vistos exorcisa o mal, pois hoje à tarde havia grandes áreas de céu limpo e agora está um belo luar de lua-cheia com reflexos num mar calmo...

José Quintela Soares disse...

Voltará, meu caro.
Garanto que o azul voltará em pleno.
Como sempre.

Um abraço.

geocrusoe disse...

@José Soares
Pelo menos esta manhã brindou-nos com azul... mas foi sol de pouca dura.