terça-feira, 3 de novembro de 2009

FAIAL FILMES FEST 2009 - 1.º dia

Finalmente arrancou o Festival de Curtas Metragens das ilhas, no primeiro momento com um documentário em homenagem a Dias de Melo, o escritor que esteve intensamente presente na edição do ano passado deste evento pouco depois da ocorrência da sua morte e onde foi lançado um repto para a realização de filmes sobre ele. "Quatro paredes e o mundo" é um filme sobre importância da sua casa e o peso da sua figura na Calheta de Nesquim nos últimos dias da sua vida, realizado por Marc Weymuller.
Pouco depois a primeira surpresa da noite, um documentário retrospectiva sobre a edição do FFF de 2008, realizado por Fausto André, com entrevistas a vários dos intervenientes daquela edição, um filme que mostrou a competência técnica do seu autor nesta forma de expressão audio-visual.
A noite prosseguiu com a exibição de "Os verdes anos" de Paulo Rocha, com a presença deste realizador e uma intervenção sobre as dificuldades e desafios para a concretização deste clássico do cinema português de 1963.

Após este momento forte, fruto da força da obra agora recuperada e exibida em 35 mm e sem os cortes da censura da época, foi efectuada a justa homenagem a este importante realizador com a entrega do prémio do Faial Filmes Fest pela importância da sua obra no cinema português.
Os presentes, em número bastante significativo, não deixaram de aplaudir de pé este Homem que merece o respeito de todos nós.
Como todas as noites, o FFF também é música e esta prosseguiu no estilo regional num dos bares da cidade.

Sem comentários: