domingo, 29 de novembro de 2009

CONVENTO DE MAFRA

Este fim-de-semana terminou com uma visita ao Convento de Mafra, confesso que faz muito bem ao orgulho nacional visitar estes monumentos de Portugal, por norma assumimos que só lá fora existem grandes obras-primas, mas de facto, o que fazemos é não ver as nossas e aproveitar as viagens para ver tudo o que de bom têm os locais visitados.

O conjunto deste monumento, que até inspirou uma obra de literatura por muitos considerada a principal do prémio Nobel de Saramago, é impressionante! Não só pela dimensão, como pela riqueza e diversidade de aspectos a observar.

Palácios reais, convento, hospital, igreja, jardins e a maior biblioteca palaciana de Portugal e das maiores da Europa, permitem conhecer o que seria um estilo de vida no século XVIII neste país.

Para um país considerado ileterado, ver esta biblioteca, só vi uma maior em Viena, dá uma ideia da importância que a cultura teria na época em que Portugal era sem dúvida um dos centros mais importantes da Europa... entre as obras expostas, vêem-se não só o modo como se fazia ciência na altura (pouco distante da religião), como se observam livros com referência a Marcos Portugal, sem dúvida um dos nossos maiores músicos, embora poucos lhe conheçam a sua música.

A policromia da igreja, apenas com recurso a rochas ornamentais, onde predominam os calcários, margas e mármores, dão uma imagem da riqueza do monumento e da geodiversidade. Embora não se observem pormenores muitos exuberantes, o interior do templo é de um equilíbrio difícil de igualar.

Só vendo ao vivo esta cúpula, é possível compreender porque está entre as mais belas e elegantes que já vi até hoje em três continentes.
Por último, um elogio aos guardas/empregados do monumento, muito simpáticos e disponíveis em nos fornecer informações sobre a história do imóvel, os seus ocupantes, tradições da época e mesmo sobre pormenores da história de Portugal. Obrigado!

11 comentários:

Miguel Bettencourt disse...

Humm... Mafra. Já lá passei muitos e bons fins-de-semana, com a Ericeira ali ao lado.

Boas férias!

Os Incansáveis disse...

Lindíssimo!!! Me perderia na biblioteca e acho que ficaria lá horas.
Denise

Ana Rita disse...

Viste as minhas no FB?
A cúpula, realmente, é a que me faz ficar a olhar sem me fartar.

Grifo disse...

Lindo... Tive azar, escolhi o dia de em que fecham para ir lá... Não vi para além de claustro... :(

Anónimo disse...

Caro amigo:
Pelo que vejo as ferias não foram só para descanço, mas, sobretudo,orientadas ao saber.
Boa visão, boa escolha e optimo descanço.
Um abraço
SM+

geocrusoe disse...

ao miguel Bettencourt
ericeira e o mar vi das janelas do convento apenas... mas se foram só fins-de-semana quer dizer tempos livres e isso é óptimo.

aos incansáveis
poderia passar tempo com os livros de lá, mas só para fins de investigação de bibliografia histórica, os livros não estão acessíveis ao povo em geral.

à ana rita

ainda não passei por lá mas daki a pc já passo.

ao grifo
foi uma grande perda... podes crer.

ao SM+
férias para mim não são tanto para descansar o físico... são sobretudo para recuperar o tempo a fazer aquilo que não posso fazer durante os dias de trabalho: visitar museus, ver galerias de arte, ir a concertos, viajar, comprar livros cd e dvd

Rogério Paulo Pereira disse...

Visita obrigatória e faz-nos bem.
Sempre que volto ao continente tenho tentado fazer com o meu filho o circuito dos grandes mosteiros e museus. A Mafra ainda não fomos.
Adoramos esses passeios. Aproximam-nos e ajudam a saber de onde viemos, quem somos e para onde temos obrigação de querer ir.

Ana Rita disse...

"para onde temos obrigação de querer ir"... É isso mesmo!

amg disse...

se puder vá mais a norte (Coimbra) e visite a biblioteca joanina; peça detalhes a quem lá está sobre o modo coo se conservaram até hoje aqueles livros e sobre os frescos no tecto...

Continuação de boas férias..

geocrusoe disse...

ao rogério pereira
concordo plenamente

ao amg
como ja deve ter descoberto, a viagem prosseguiu para roma, mas um dia quiçà

mariam disse...

geocrusoe,

parabéns! a foto-reportagem está excelente!

casualmente 'aportei' aqui, gostei!

todos-os-dias, bebo o café da manhã nas imediações deste belo colosso!

um sorriso :)
mariam