quarta-feira, 22 de julho de 2009

POETAS E POEMAS ESCOLHIDOS VI - Cisaltina Martins

Videiras com raízes no basalto como os açorianos


EMIGRADOS


Sou d'uma ilha encantada
Perdida em bruma e azul
Sem arte de marear
Não sei se encontro o sul.

Para lá vou num salto
Rumo à Terra Prometida
Povo forjado em basalto
Nunca regressa vencido.

Quero um dia ter de meu
Um quinhão neste lugar
Plantar azul cor do céu
Colher verde cor do mar!


in: "Raíz de Pedra", Ed. da Autora


O azul e verde que se colhem nas ilhas

6 comentários:

Trilobite disse...

Caro Geocrusoe, gostaria de lhe enviar umas fotos de uns filões cruzados na costa do concelho de Nordeste mas não encontro um link com o seu email.
Será que tem e não o encontro?

geocrusoe disse...

Bom dia Trilobite

Tenho vários, mas pode usar este

cefaria@hotmail.com

por acaso não o tenho disponibilizado na página, mas vou já resolver a situação

José Quintela Soares disse...

Assisti ao lançamento deste livro, no Verão passado, no Pico.

Uma sensibilidade magnífica.

geocrusoe disse...

O livro tem poemas que eu gosto mais.. a opção teve a ver com os posts anteriores e à minha condição de imigrante. Recomendo o livro a quem o encontrar nas livrarias e papelarias do Triângulo.

ematejoca disse...

Nunca ouvi falar desta poetisa, mas gostei do poema. O Geocrusoe diz, que o livro tem poemas de que ainda gosta mais, por favor, vá publicando alguns dos seus preferidos, pois é-me impossível comprar aqui o livro.

"como eu gostaria de um dia ir ao Festival de Bayreuth!" EU TAMBÉM!
Penso, que é mais fácil ir à lua do que arranjar um bilhete para este Festival. Este ano abriu com "Tristan und Isolde".

Bom fim-de-semana!

geocrusoe disse...

Sim ela tem poemas muito belos, conheço-a pessoalmente, pois temo-nos encontrado em saraus musicais e tinha um familiar geólogo muito importante nos açores. é uma pessoa de grande sensibilidade e tem poemas lindíssimos.