quinta-feira, 16 de julho de 2009

O AZUL DE JULHO NA RIBEIRINHA 1

Interessante notar que com os anos me torno cada vez mais rotineiro, previsível, enraizado na terra onde vivo e com uma capacidade de deslumbrar-me crescente: as férias e viagens de inverno, os livros, a música, os eventos culturais, a geologia das ilhas e a paisagem que me cerca, fazem de dia para dia mais parte de mim e são coisas de que preciso de me encher para saborear a vida. Os passeios de Julho pelos matos da Ribeirinha fazem parte desta necessidade rotineira e têm tido presença assegurada todos os anos neste neste mês no Geocrusoe.

(clique nas imagens para as ampliar)

O Pico visto do Mato da Ribeirinha após o termo da subida

No último fim-de-semana, o sol e o azul das hortências que espreitava do cimo da Lomba Grande para a minha casa convidaram-me a passear pelos Matos da Ribeirinha e banhar-me no azul de Julho com que se envolvem as pastagens todos os anos por esta época.

O quadriculado azul que bordejam os pastos mergulha ao encontro do verde da Lomba da Ribeirinha ou do Espalhafatos...

A ilha de São Jorge espreita ao fundo sobre o horizonte, enquanto o farol da Ribeirinha à direita na foto parece intimidado com o rendilhado azul nos matos...

O Pico sempre alto, imponente, até no momento vestido de azul, espreita esta paisagem idílica de azul e verde...

Haverá vacas mais felizes dos que as que pastam neste jardim de sebes de hortências floridas suspenso sobre o mar?

A viagem prosseguiu com muitas mais azul, mas isso fica para outro dia para não cansar... se é que a beleza cansa.

4 comentários:

Grifo disse...

Sem duvida uma ilha fantástica...

geocrusoe disse...

Sobretudo bonita... mas também tem o seus problemas.

Tibério Dinis disse...

Excelentes fotos, mais uma vez:) Gosto em especial da 4ª.

geocrusoe disse...

Também gosto muito da 4.ª, mais logo ou amanhã haverá mais para completar o circuito.