quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

200 ANOS DO NASCIMENTO DE CHARLES DARWIN

Parabéns ao corajoso naturalista revolucionário da ciência.

Charles Darwin (nascido a 12 de Fevereiro de 1809)
Para saber mais e origem da imagem consulte aqui

17 comentários:

pedrita disse...

saíram muitas matérias de darwin por aqui. beijos, pedrita

ematejoca disse...

Sem "On the Origin of Species" - cujos 150 anos de publicação também se comemoram este ano,na verdade, não havia biologia.

Paulo Pereira disse...

A Biologia levou, de facto, uma reviravolta após Darwin. Contudo, já se é tempo de se dar o devido reconhecimento ao co-autor da selecção natural, Alfred Russel Wallace.
Não desmerecendo o trabalho de Darwin, penso que Wallace poderá ter sido o primeiro a chegar às conclusões que Darwin co-publicou.

geocrusoe disse...

à pedrita
julgo que nesta data isso ocorreu por todo o mundo científico... até no mundo dos detractores da evolução.

à ematejoca
a biologia existiria, mais cedo ou tarde alguém chegaria lá, Darwin ficou no grupo dos pioneiros e esse é um dos seus méritos (o primeiro só ou não, nem discuto pois faltam-me bases nas ciências da vida)

ao paulo pereira
sobre isso penso que tens muito mais bases do que eu, limito-me a pô-lo no grupo dos pioneiros e a reconhecer a importância da teoria que levou o seu nome.
já agora, qual foi a data oficial da publicação ou disponibilização ao público em 1859 do livro... sabes?

Paulo Pereira disse...

Penso que "On the Origin of Species by Means of Natural Selection" foi colocado à venda em 22 de Novembro de 1859.
No ano anterior Wallace envia a Darwin um artigo pedindo para que este o avalie e envie para publicação.
Penso que Darwin deve ter entrado em pânico, pois Wallace, muito mais novo e sem a formação ou o status de Darwin, teria chegado às mesmas conclusões do intenso trabalho de cerca de 20 anos de Darwin.
Aqui Darwin entra num dilema. Aconselhado por Lyell, acaba por apressar o seu trabalho e publicar os dois artigos no mesmo dia, a a 1º de Julho de 1858.
Não sou perito nestes temas, embora a história da ciência me fascine.
E penso que os leitores do blog de certo terão correcções a me fazer.
No entanto, gostaria de perguntar: Se Wallace tivesse o status de Darwin, hoje falariamos de darwinismo, ou wallacismo?

ematejoca disse...

Nunca tinha ouvido falar de um co-autor da selecção natural, Alfred Russel Wallace. Vou investigar sobre esse Wallace. Estou com curiosidade.

Há, na verdade, mil explicações para sexta-feira 13.
É como o Geocruseo diz: sexta-feira é Freitag e talvez venha da deusa Freia, mas eu escolhi esta lenda nórdica, por gostar mais.

geocrusoe disse...

Pois eu não sei se esse dilema foi mesmo assim, conheço Lyell mais pela geologia do que pela biologia, afinal as duas ciências eram uma só no passado. Mas também sei que sempre que há um revolucionário existe alguém a tentar destruir o seu caracter. não será também um caso semelhante? (sei que não sabes a resposta em concreto).
Qualquer forma estou a pensar colocar mais um post lá para a data da publicação que não sabia quando era, por isso perguntei, mas co curiosidades mais caseiras (açoriano) estou a marcar terreno ;-), mas a data é sempre um dia chato, pois está-me reservada à música.

geocrusoe disse...

à ematejoca
nestas polémicas qualquer dia também penso colocar escolas germânicas contra as do reino de sua majestade no campo da geologia (novamente a marcar terreno ;-)
Não sabia que a lenda era nórdica.

Paulo Pereira disse...

Darwin pertencia a uma família abastada, distinta e proeminente da Inglaterra, não sendo portanto um revolucionário.
Talvez quererás dizer que a sua teoria foi inovadora.
Gostaria que aproveitasses a minha deixa para ler mais sobre o "dilema" e também sobre Wallace.
É que nunca se sabe tudo...

Xinando disse...

Sugiro para leitura "O Pecado de Darwin", de John Darnton. Não é história, é um romance, mas mostra um exemplo de como a história é sempre contada pelos vencedores (e que se pode aplicar a muitas coisas na vida e na ciência e não apenas a este caso específico). Independentemente das dúvidas existentes sobre a autoria da teoria, esta deverá prevalecer sobre os nomes.
De facto, a nível académico debate-se Darwin pela sua teoria e Darwin/Wallace pela autoria da mesma. Se estamos a falar de um episódio ocorrido há 150 anos, nunca será de facto provada qualquer teoria da conspiração nessa matéria.
Também, a mitologia associada a Darwin garante-lhe interesse a vários níveis académicos que não só a biologia, o que o favorece.

geocrusoe disse...

ao paulo pereira
sim, quando disse "revolucionário" pretendida dizer: teoria inovadora, esta também pode ser revolucionária, devido às implicações que a mesma teria... ainda maiores ao nível da sua consciência, se tivermos em conta que fora também um estudante de teologia e certamente muita coisa religiosa lhe fora injectada pelo clero que o esteve a formar para tal. situação que deve igualmente justificar a ideia daqueles que dizem que ele hesitou muito em ir avante com a sua teoria.
Tentarei ler mais sobre a matéria, mas isto do tempo ser relativo é só na física teórica, pois na prática na estica.

xinando
nunca ouvira falar... mas se o encontrar talvez o adquira, obrigado pelo conselho. No resto julgo que te compreendo esse tipo de situações, a história das ciências tem mais casos semelhantes.

miguel valente disse...

Ao Xinando,

Eu já li o livro que referes e, apesar de o achar interessante, não nos podemos esquecer que o mesmo é somente um romance ficcional, não propriamente uma investigação biográfica com provas documentais.
No entanto concordo com o Paulo Pereira relativamente à preponderância do papel de Darwin na revolução das teorias sobre a origem das espécies. Wallace sendo de origens bem mais humildes que Darwin não teve outro remédio senão recorrer à ajuda deste para poder publicar as suas teorias. Uma vez que estavam ambos a seguir a mesma linha de pensamento chegaram a um acordo de cavalheiros para publicar um artigo em co-autoria. No entanto, e apesar deste facto, a verdade é que o nome de Wallace continua praticamente desconhecido fora da comunidade científica.

Os Incansáveis disse...

Estou pesquisando para postar lá no meu blog a estada de Darwin aqui no Brasil. Ele ficou encantado com a Mata Atlântica e descreveu algumas espécies.
Denise

nanda disse...

Efeméride que não podiamos esquecer.

nanda disse...

Efeméride que não podiamos esquecer.

geocrusoe disse...

ao miguel
se tiveres ainda o livro por cá...

aos incansávei
pois eu estou a pensar fazer o mesmo lá mais para diante e exactamente com referência à passagem de Charles Darwin pelos açores e ao português (açoriano) com quem ele manteve troca de corresponência.

à nanda
claro!

Xinando disse...

Ao Miguel Valente,
Nunca sugeri que essa fosse a história verdadeira, é um romance. Apenas chamo a atenção que é uma história verosímil, e que na vida muitas coisas são assim. Tem a ver com a natureza humana.
Quanto à revolução que a teoria suscitou, é inegável a sua importância, não só no campo específico da biologia, mas também no efeito geral de gerar debate e levar as pessoas a abrirem as suas mentes, não só para pensar, mas também para experimentar e criarem opiniões baseadas em observações e não em dogmas.
O principal daquela história é que se deve ter sempre em conta que cada "herói" é humano, e como tal, imperfeito, mas isso não deve tirar o devido valor àquilo de importante que fez.