segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

INVERNO: CONTRASTES

Ao longo do Inverno tenho ouvido numerosas notícias sobre o frio na Europa e na América do Norte, no passado fim-de-semana vi imagens de neve e tempestade em Portugal Continental, enquanto na minha cidade natal estava prevista uma descida de temperatura até aos 17 graus negativos...
O Grand River gelado no Inverno, junto à Baixa de Galt em Cambridge, Ontario, Canada

Por cá, na minha ilha adoptiva do Faial, decidi ir gozar os 17 graus positivos e um pouco se sol no porto mais próximo de casa e um dos meus lugares predilectos para me deleitar nas horas livres...
As ondas de norte na Ponta da Ribeirinha, contígua à Boca da Ribeira, no passado Domigo.

Junto ao porto da Boca da Ribeira, os surfistas  aproveitavam igualmente a tarde de Domingo para brincar com ondas do mar de norte que fustigavam a ponta da Ribeirinha, em águas que certamente teriam temperaturas muito próximas das do ar atmosférico.
Surfistas, uma presença frequente no Porto da Boca da Ribeira.

O calor da tarde deste dia de Janeiro e o cenário do Pico ao fundo são motivos suficientes para se perceber que muitas vezes o paraíso está aqui...
O Pico, visto da Boca da Ribeira no passado fim-de-semana.

Efectivamente, no Faial e nos Açores em geral, há dias normais de Inverno assim...

27 comentários:

Os Incansáveis disse...

Para mim, 17 graus positivos já é frio. Imagine dentro da água!! Prefiro os 25 graus que está fazendo aqui em São Paulo, mas concordo que o mar com o Pico ao fundo é bem mais bonito que minha selva de pedra.
Denise

Grifo disse...

São 25º secos ou húmidos??

Geocrusoe, estou juntamente com a nova psicologia da escola a tentar que vaia uns dias ao centro de interpretação do vulcão, conhecer alguns geólogos... falar com eles sobre as bolsas de investigação etc.

geocrusoe disse...

aos incansáveis
17 graus no inverno aqui, quando comparados com os 17 negativos na cidade onde nasci, garanto que até acharia isto bastante tropical. água a 17 18 graus no inverno também não é nada mau e bonito isto é e muito. Mas não se esqueça que são paulo está no verão, portanto 25 graus até nem me parece muito quente.

ao grifo
o centro de interpretação tem sobretudo geógrafos, há uma geóloga a dirigir o centro que até não incentiva os filhos a seguirem geologia, que são ainda muito novos. por vezes ela está lá outras vezes está no ambiente, onde eu trabalho. Também sobre bolsas eles não devem ser muito bem informados, pois os bolseiros encontram-se sobretudo na universidade. qualquer forma como ainda és novo a realidade de hoje pode ser bem diferente de quando acabares um curso, daqui a 6 ou 7 anos. O que tens de tomar consciência é mesmo o que mais gostarias de fazer e ou de aprender. Por exemplo, história tem menos diversidade de oferta de emprego, mas alguns têm sorte. geologia/biologia têm mais oportunidades, mas alguns não tiveram sorte. eu não faço geologia a tempo inteiro, no meu tempo as coisas estiveram complicadas, pois a reitoria ardeu e eu fiquei à espera e surgiu esta oportunidade no faial onde tinha casa e família, embora hoje colabore com a Universidade enquanto no ambiente aplique alguns conhecimentos de geologia.
tal como diz a canção: a decisão é tua e via com calma pois ainda tens algum tempo para reflectires.

Grifo disse...

sim tenho uns 6 meses, não considero pouco tempo.

geocrusoe disse...

Mais do que bolsas e testes precisas de saber o que é a geologia, a biologia ou a história, o que estudam e os campos de acção.
Tenho vários livros de geologia com alguma profundidade que tocam os vários ramos, são sobretudo em inglês e têm muitas figuras, também devo ter alguma coisa em português mais curricular de quando estudei. De biologia tenho amigos investigadores do DOP que moram aí em pedro miguel.
Se quiseres ver os meus livros para ir percebendo o que é a geologia e se a matéria te interessa, posso-te emprestar por uns dias, depois posso falar com os biólogos e tentar saber se eles te recomendam alguns a que tu tenhas acesso.a página na net da USGS também pode dar um lote grande de áreas de geologia.
Sobre história não tenho tão grandes contactos.
Por isso se queres descobrir o que são as duas primeiras ciências e se queres saber mais, os livros ou a página da USGS dir-te-ão muito, mas não decidem por ti. agora diz qualquer coisa.

Jordão disse...

Boas fotos!
O Pico como pano de fundo tornam as ondas da Ribeirinhas miticas!

Rui Luis Lima disse...

Caro Geocrusoe
Pelo que vemos pelas fotos e lemos no post, o Paraíso passa por aí, neste inverno, que tem fustigado o Continente como não há memória: pelo menos nas nossas recordações:)
Abraço cinéfilo
Paula e Rui Lima

geocrusoe disse...

ao jordão
pois a qualidade das fotos é sobretudo fruto da fotogenia da paisagem, os açores ajudam muito à beleza da fotografia de paisagens.

rui luis lima
temos dias assim, mas hoje choveu intensamente, mas o frio ainda não passou por cá, mas os meteorologistas já começaram a avisar que algo menos bom vem aí.

nanda disse...

Este Inverno está uma delícia! Aliás, uma bela Primavera. Será que vai continuar? hum! Hoje, está triste. Chove copiosamente

Grifo disse...

Tenho familiares biólogos, mas acho que o que quero mesmo é a geologia com especialização na historia.

ematejoca disse...

Estamos agora aqui com 6 graus e pensamos que já é Primavera, depois das temperaturas negativas que tivemos.
Que excelentes fotografias.
Eu tento falar o menos possível no "ematejoca azul" de Literatura. Esta noite ao abrir a TV para ver um Krimi, ouvi que o John Updike tinha morrido. Fiquei de tal maneira chocada, que já nao vi o Krimi. O que me chocou, foi ele estar todos estes anos à espera do Nobel... e nada. Agora já nao espera mais...

Uma boa noite!

ematejoca disse...

Voltei aqui para dizer que estas fotografias ampliadas sao maravilhosas. Ainda vou voltar outra vez para as ver.
Lindas! Lindas! Lindas!

Pedrita disse...

belíssimas imagens! aqui não para de chover. agora sinto calor, estava abafado na hora do almoço e no fim da tarde ficou fresquinho. está muito confuso o tempo por aqui em pleno verão que ainda não vimos. beijos, pedrita

geocrusoe disse...

à nanda
vai haver dias bons e outros maus, espero que predominem o primeiros e o sol já voltou, embora com algum vento, é para as ondas com certeza.

ao grifo
dentro da geologia existe a geo-história, a paleontologia e a estratigrafia que cruzam geologia com história, a primeira é quase apenas para consumo interno pois correponde à evolução do conhecimento desta ciência e das teorias que houve. a paleontologia é claro a busca dos fósseis e a compreensão da evolução da vida, claro darwin é bem conhecido nesta área, até porque também era naturalista (geólogo+biólogo). a estratigrafia estuda a evolução da terra através da deposição dos sedimentos e formação de outras rochas, dedica-se mais aos não vulcânicos, mas estes também entram. Se estudares estratigrafia do quaternário pode haver cruzamento entre geologia e a história do homem.
acompanha o blog Ciência ao Natural é de um geólogo paleontólogo. Se quiseres ver livros meus, tudo bem, quando estudei aí na escola havia um livro (agora antigo) Conhecer a Terra, também interessante para aquela data, deve estar algo desactualizado mas dá uma ideia.

à ematejoca
pois o porto em causa é lindo mesmo, por isso as fotos ficam assim. mesmo a de galt é dum sítio muito bonito e a poucas centenas de metros do local exacto onde nasci.

à pedrita
o nosso inverno é sempre algo imprevisível, mas por norma temos dias muito bons, outros nem por isso e de vez em quando alguns muito maus em termos de chuva e vento. o frio é coisa muito rara, embora esporadicamente possa descer para perto dos 10 graus.

geocrusoe disse...

ao grifo

O livro que falei aí da biblioteca da escola talvez era "Compreender a Terra" e não "conhecer a terra"

lmjv disse...

Hoje, quartq-feira 28-01-2009, está a chegar um belo temporal. Vem aí cuva forte, ventos na ordem dos 40 nós e já tenho as ondas de porto pim a bater-me à janela, não tão levemente quanto a neve de Augusto Gil. Não deixa de ser um espetáculo bonito, apesar de ficar sempre um pouco preocupado com a casa. Enfim o Faial também tem dias assim, felizmente muito menos do que a maioria dos continentais julga. Venha Fevereiro e a neve no Pico.

geocrusoe disse...

ao lmjv
pois parece que os aspectos que referi neste post enfureceram as forças da natureza o frio intenso também parece que nos vai fazer uma visita... talvez para não nos lamentarmos durante os dias amenos de inverno.

cafe puro disse...

...boas recordações!
Tambem eu já surfei essas direitas fabulosas da Ribeirinha, bem como as poderosíssimas da Fajã, só surfáveis em offshore, ou ainda as suaves de Porto-Pim e as "quebra-coco" da Alagoa...isto no tempo em que não havia ainda body-board, em que o surf era um prazer e não uma moda, e em que se apanhavam "vagas" e não "ondas"...bons tempos, bons spots e acima de tudo boa gente!
Excelente ver gente que vive e aprecia a natureza ímpar das nossas ilhas. Parabéns

geocrusoe disse...

ao café puro
ainda bem que o faial lhe trás boas recordações, das ondas cálculo que não ficou nem um spot por explorar, vem sempre ao geocrusoe, pois eu silenciosamente ou intervindo tenho ido ao café puro com frequência.

Antonio Cunha disse...

Obrigado... Adoro as fotos, ajudam a matar saudades.

geocrusoe disse...

Sim eu sei e prometo-te que irás de vez em quando ter fotos aqui da ilha e inclusive cá da ribeirinha, aliás já tirei algumas aqui em 2009 que irão aprarecendo com o tempo, contudo tens de compreender que este blog tem vários tipos de visitantes e cobre vários temas. Continuas em Burlington? Provavelmente o próximo post dará notícia daqui, mas sem fotos... já agora só para recordar hoje é quinta-feira de amigos. escreve sempre que quiseres recebo poucos comentários do canada.

JCARLOS disse...

Um dos melhores portos do FAIAL em termos de acessibilidade e infelizmente continua sem a dignidade merecida.

geocrusoe disse...

de qualquer forma e sendo um pouco egoista,quando lhe derem a atenção merecida, lá se vai a calma do meu lugar predilecto da ribeirinha

Periquito disse...

Galt/Cambridge já lá estive e deliciei-me, mas no mês de Agosto. Já lá vão quase 8 anos.
De inverno deve ser fantástico

geocrusoe disse...

um pouco frio, mas de facto a baixa de galt e de preston ficam muito bonitas quando estãos cobertas de neve, para já não falar da albufeira do grande river no local da foto.

seixomirense disse...

Grandes Açores, nunca lá fui, talvez um dia, mas enho colegas de curso aqui em Coimbra, dos Açores.

geocrusoe disse...

ao seixomirense
pois deveria vir... isto é mesmo bonito... e como dizia um amigo da blogosfera, "mesmo com chuva é belo" e então com bom tempo nem imagina.