quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

"O Monte dos Vendavais" de Emily Brontë

Edição book.it

Acabei de ler um dos livros mais famosos da literatura britânica do século XIX, "O Monte dos Vendavais" de Emily Brontë, uma estória obsessiva de paixão, despeito e vingança, onde o meio rural, a paisagem de charneca e o clima húmido e tempestuoso intensificam o ambiente opressivo e sombrio do romance. Se fosse uma obra literária atual caberia em grande parte no estilo negro gótico.
A estória é narrada com recurso à descrição de acontecimentos passados (analepse) que vão desenrolando a trama que explica a situação no presente, onde o ouvinte principal surge como autor da obra mas sem participar no evoluir do romance.
Como obra do período romântico os sentimentos, defeitos e qualidades das personagens são extremados, o que gera uma certa incredibilidade sob o elevado grau de subserviência das vítimas e da maldade dos maus, contudo o fio condutor da estória e estilo de escrita é cativante e prende o leitor à estória.
Para quem gosta de romances com sentimentos muito intensos num ambiente opressivo é uma obra interessante, para mim valeu mais pele estilo de escrita e de narrativa.

2 comentários:

Os Incansáveis disse...

Aqui no Brasil, esse livro foi traduzido como "O morro dos ventos uivantes" :)
Li o livro no original em inglês e assisti o filme de 1939, com Laurence Olivier no papel do Heathcliff e Merle Oberon como Cathy. Muito bom!
Denise

Pedrita disse...

ah, aqui é o morro dos ventos uivantes. é lindo mesmo mas li há séculos. eu gostei dos dois filmes baseados no livro. beijos, pedrita