domingo, 21 de março de 2010

PROJECTO LIMPAR PORTUGAL cumprido na Ribeirinha, Faial

Sete pessoas, envolvendo crianças, mulheres e adultos, não chegou a 2% da população da freguesia, mas limparam três depósitos "clandestinos" de resíduos ou de lixo como se dizia antigamente.
Noventa e oito pneus, retirados sobretudo de um único local, fogões, salamandras, numerosas garrafas de vidro ou de plástico, mobiliário, peças de automóveis e de electrodomésticos diversos, bidões de plástico ou de latão, tubagens de pvc, latas de tinta, frascos de materiais de limpeza (?), telhas de fibrocimento, cabos eléctricos, grades de cerveja, dezenas de metros de mangas plásticas e muito mais diversidade de material escondido na Ribeirinha sob o verde da vegetação que cresce neste clima chuvoso dos Açores.

Um carro à beira da estrada e que ninguém se preocupou até hoje foi comunicado a um operador licenciado... tudo isto foi alvo do trabalho de sete pessoas que encheram por cinco vezes um veículo de carga para depositar o fruto do seu trabalho num ecocentro.

A freguesia está mais limpa, uma demonstração da força do voluntariado para um Portugal melhor... agora espera-se que 100% dos portugueses integrem o projecto ideal de Não Sujar Portugal.

5 comentários:

Pedrita disse...

minha irmã já participou de movimentos como esse. beijos, pedrita

A ilha dentro de mim disse...

Poucos mas bons. Só isso já faz a diferença... :)

geocrusoe disse...

@Pedrita
este movimento teve como base um exemplo acontecido há cerca de 3 anos na Estónia e teve abrangência nacional e envolveu mais de 100 mil pessoas em Portugal.

@ ilha dentro de mim
concordo.

Ma-nao disse...

Parabéns pelos resultados! A bela Ribeirinha merece :)
E parabéns também pela divulgação que fazes neste post - é importante e com certeza motivador para quem participou.
Confesso que desta vez fiquei de fora, mas, até próxima oportunidade de limpar, vou continuar, como até aqui, 100% fiel ao movimento Não Sujar Portugal. :)

geocrusoe disse...

Obrigado pelo elogio ao post e efectivamente quis incentivar o voluntariado.
Concordo que daqui em diante o importante é expandir a todos a importância de Não sujar Portugal.