quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PARABÉNS MANUEL OLIVEIRA

Manoel de Oliveira, o cineasta mais idoso do mundo e ainda em actividade, faz hoje 100 anos... PARABÉNS!
Imagem retirada e nas condições descritas aqui
Não vi muitos filmes de Manoel de Oliveira, apesar do grande número de obras por ele realizadas, mais porque não tive acesso a eles do que por não os querer ver, as poucas vezes que assisti ao seu trabalho foi, sobretudo, em cinemas de Lisboa, quando estudante (por norma não programo a visualização de filmes no pequeno ecrã da TV). Confesso que não desgostei das suas obras: calmas e onde o argumento e a imagem eram tratados como verdadeiras obras de arte.

Manoel de Oliveira é sobretudo um resistente: resiste em viver, em trabalhar e em não se deixar ir por modas e imposições de estilos comerciais ou de outras escolas da sétima arte... no futuro, provavelmente, terá o seu nome inscrito nos grandes nomes da história do cinema e será reconhecido dentro do seu país, hoje... é apenas um Grande Realizador para quem vê no cinema uma forma de expressão artística. PARABÉNS!

4 comentários:

maugastamanhas disse...

O seu cinema é uma óptima terapia para prolongar a vida, pela calma que induz ao espírito ...

geocrusoe disse...

ao maugastamanhas
já sabia que gostava da ironia... mas olhe que ele tem filmes que foram criticados pelo público de então pela excessiva velocidade das sequências e existem outros que também não tem planos sequência muito longos é uma questão de explorar a sua obra nas suas várias e grandes diversidades

ematejoca disse...

Sou uma grande admiradora de Manoel de Oliveira como cineasta como se pode ler no "ematejoca azul".

Fantásticos sao estes centenários como o Oliveira e o Oscar Niemeyer, que faz hoje 101 anos e diz: "trabalhar mantém jovem e envelhecer é uma m...". Com 101 nao quer deixar de trabalhar e as suas ideias continuam a ter procura por todo o mundo.

Saudacoes de uma nao-centenária e mais cansada do que estes dois
"jovens"!

geocrusoe disse...

os heróis são sempre aqueles que resistem e lutam, mesmo quando a idade para muito seria um obstáculo psicológico (o físico é diferente) e os dois casos que citou são bons exemplos.