quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

AIDA de verdi

AIDA de Verdi é o pontapé-de-saída, desta série de óperas que decidi assistir, neste caso no Teatro Nacional de Praga.
Provavelmente não assistirei a uma coreografia com os efeitos especiais ao nível do vídeo abaixo, aliás vou sobretudo pela música, mas a ópera, como espectáculo completo: música/canto, representação, encenação, coreografia e literatura; presta-se a que uma mesma obra possa ter as mais variadas formas de apresentação, daí um dos seus aliciantes e a capacidade de poder sempre surpreender.



No elenco também não constam nomes sonantes, mas numa cidade entre Berlim e Viena, onde a dinâmica musical é uma das atracções para estes vizinhos, suspeito que o brilho da qualidade, o que me interessa, ultrapasse o de vedetismo...

4 comentários:

Pedrita disse...

nossa, que maravilha! ver ópera em praga. eu nunca vi uma montagem da aída no palco. beijos, pedrita

nanda disse...

Felizardo!

geocrusoe disse...

a pedrita
eu tambem estreei aida ao vivo numa opera...

nanda
faz/se por isso

JCARLOS disse...

continuaçao de boas férias...