sexta-feira, 31 de outubro de 2014

"Os transparentes" de Ondjaki


Editora Caminho

"Os Transparentes" de Ondjaki é uma espécie de retrato da vida de Luanda pós-guerra civil em estilo que se pode dominar como uma versão de realismo mágico africano e com uma exposição do "linguajar" daquela cidade de Angola. Aqui se cruzam etnias das várias províncias do País, memórias e feridas dos tempos violentos, inequidade social, corrupção, domínio absoluto e demagógico do poder político instalado e uma estratégia típica de sobrevivência que gera uma mistura cultural muito original e brilhantemente exposta no romance.
Ora irónico, ora sarcástico e por vezes sentimental e triste, o romance desenrola-se sobretudo em torno das pessoas que vivem e se cruzam num prédio de apartamentos no bairro da Maianga com níveis culturais, profissões e estilos de vida diferentes que serve de denúncia da maioria dos problemas da cidade.
Possui uma escrita criativa que caracteriza uma tendência dos tempos atuais, em que existe uma vontade de experimentalismos na redação do texto em termos de ortografias, pontuações e uso de maiúsculas que se pode gostar ou não, mas que neste caso não me parece acrescentar ou tirar o interesse que a narração intrinsecamente possui. Gostei do livro, o qual é de fácil leitura a qualquer pessoa.

3 comentários:

Pedrita disse...

terminamos de ler um livro praticamente ao mesmo tempo. quero muito ler esse autor. não conheço esse autor que está lendo. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Gosto da forma viva como ele conta as estórias e dos retratos da população de Luanda.

Manuel Cardoso disse...

"Ora irónico, ora sarcástico e por vezes sentimental e triste"
É essa variedade de tons que me encanta na literatura africana de lingua portuguesa e em Ondjaki em particular. Encantador.