segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Guerra e Paz de Lev Tolstói - Volume 3


O terceiro volume de Guerra Paz, menos romanesco que os anteriores, é até ao momento o mais profundo e rico na análise e descrição das invasões napoleónicas na Rússia, desde a entrada dos franceses no País até à entrega de Moscovo já abandonada dos seus habitantes.
Entre os encontros e desencontros das personagens da aristocracia apresentadas no volume 1, Tolstói intercala capítulos a narrar o avanço francês e reflexões onde justifica a necessidade de se reinterpretar a história dos grandes acontecimentos mundiais. Considera que estes não resultam de um controlo racional e intencional dos grandes líderes, mas antes são o resultado da soma de pequenos acontecimentos, interesses individuais e oportunidades que geram um fluxo que desemboca em eventos significativos que marcam o evoluir da História. Tudo isto é exposto com uma elegância de escrita racional brilhante sem perder a beleza literária, nem se tornar cansativo.
Sem ser o aspeto nuclear do livro, Tolstói ao longo da obra faz o retrato da Rússia de então e uma crítica aos comportamentos sociais: um país completamente dominado pela aristocracia, com uma classe burguesa sem peso e um povo que é uma marionete propriedade dos primeiros, onde as pessoas (almas) são tão propriedade dos donos das terras como se igualmente de bens materiais se tratassem, pelo que os indícios de libertação veiculados pela revolução francesa despertam os alvores de outra que se desenrolaria um século mais tade explicando como se abafa o nacionalismo.
Um escritor visionário?... talvez, ou apenas um alerta à data da escrita face aos sinais que já então vinham de filósofos germânicos.

2 comentários:

Pedrita disse...

deve ser fantástico. e agora vc segue com o 4 volume. bacana. beijos, pedrita

Pedrita disse...

carlos, eu adoro essa poeta. fiquei feliz em saber que o miguel sousa tavares é filho dela. é o segundo livro que leio desse autor. tinha amado rio das flores e vários disseram que equador era o preferido. estou gostando muito. ontem vi que há uma série desse livro em portugal. fiquei com vontade de ver.