quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

DIA DE REIS

Presépio tradicional em exposição na freguesia do Salão

O mundo moderno acabou em Portugal com mais uma das festas tradicionais relacionadas com o Natal, o Dia de Reis, que se celebrava sempre no dia 6 de Janeiro, provavelmente uma das origens da tradição das ofertas natalícias e hoje limitado a cerimónias religiosas no primeiro domingo após o dia 1 de Janeiro.
A festividade recordava o relato evangélico da visita dos reis magos ao recém-nascido Jesus que, segundo tinham lido nas estrelas, seria o futuro rei de Israel, informação que levou ao medo de Herodes e à tentativa de matar o Menino.
Assim, já há milhares de anos que é conhecida a possibilidade de aceitação da mensagem cristã por pessoas de todos os quadrantes da Terra, como a recusa e a luta contra este mesmo credo por outros, situação que não é de hoje e só a tolerância e o respeito pela fé dos outros permite ultrapassar... o que dificilmente se conseguirá na totalidade algum dia.

2 comentários:

Maria Fernanda disse...

No meu tempo, o 2º período escolar, começava depois do dia de reis.

O Drº cavaco Silva quando foi 1º Ministro queria acabar com todos os outros feriados, nomeadamente o Carnaval.
Resultado? Não foi reeleito. eheh

geocrusoe disse...

Eu já não sou desse tempo, sempre tive aulas no início de janeiro.
é verdade a queda associada à decisão de não dar tolerância no carnaval, que não é feriado, mas ele não se recandidatou, foi o nogueira que deu a cara... Aníbal perdeu depois nas presidenciais.