quinta-feira, 4 de setembro de 2008

CONCERTO DA VARADOURO: Milagre da Musica

Uma jovem flautista, uma violetista de grande nível, uma pianista professora com um simples órgão eléctrico de igreja e a direcção artística de Kurt Spanier, no Faial fazem milagres no mundo da música.

Elena Zhuravska mostrou a sua especialidade em música sacra, abriu e fechou o seu programa com duas Avé-Marias, mas não deixou de encantar com Mozart, Grieg, Bellini e Puccini.

A violetista Danusha Waskiewicz é uma autêntica pérola, ao interpretar em viola dois andamentos da suite para Violencelo de Bach justificou porque Claudio Abbado a admira e quando tocou composições do seu pai, não sei se foi o amor Divino que desceu ao templo ou o filial que subiu aos céus... uma maravilha que veiu viver para os Açores!

Como sempre, Kurt Spanier não se envergonha de mostrar ao público açoriano jovens com grandes potencialidades, como forma de promoção e incentivo e a flautista de 14 anos Elisabete Costa, da Praia do Almoxarife, soube mesmo brilhar como devia.

Olga Gorobets ao piano, já frequente nestes concertos, mais uma vez soube ser aquele acompanhamento que faz brilhar os outros artistas... Parabéns a todos!

6 comentários:

Pedrita disse...

deve ter sido um belo concerto. bonito programa. beijos, pedrita

Maria disse...

e depois ainda dizem que não se passa nadas pelas Ilhas.... erros + erros

geocrusoe disse...

pedrita
foi muito agradável, num espaço simpático e com uma noite a convidar ao convívio cultural, valeu a pena.

maria
passa-se, passa-se... os açores fervilha de pequenas iniciativas culturais, alguma dela não muito divulgadas nos ocs, mas com grande qualidade, feitas com carinho e sem vedetismos.

Rui Luis Lima disse...

São estas pequenas iniciativas musicais que abrem os horizontes dos amadores de música.
No nosso caso devemos a um programa de rádio, o "Em Órbita", a nossa paixão pela música barroca.
Abraço cinéfilo
Paula e Rui Lima

Jose Augusto Soares disse...

Também no Pico houve encanto, com a Orquestra Sinfónica Juvenil de Lisboa, que esteve a estagiar no Faial.
O público adere, e gosta.
Que nunca faltem capacidade e vontade organizativas.

geocrusoe disse...

rui luis lima
nesta arte de divulgar a música erudita, o meu amigo e tenor profissional Kurt Spanier é um mestre que, ao render-se ao Faial, trouxe com outros uma mais-valia para esta terra no campo da música.

jose augusto soares
concordo consigo e fico satisfeito por saber que o público gosta e adere.