domingo, 20 de agosto de 2017

"Terra Abençoada" de Pearl S. Buck



Acabei de ler "Terra Abençoada" de Pearl S. Buck, escritora norteamericana galardoada com prémio Nobel da literatura.
A estória passa-se na China no rural, distante dos grandes centros e deduz-se que deve ter início no final do século XIX e estende-se por várias décadas e embora se fale de uma revolução não é claro que seja a comunista, apesar de algumas das ideias emanadas por esta por vezes transpareçam na narrativa.
Wang Lung um pobre filho de um pequeno lavrador solicita ao pai que lhe arranje uma mulher, sem defeito, não bela e trabalhadora para o ajudar no seu sonho de se tornar proprietário de terras e lhe dar filhos. É-lhe então entregue uma escrava da casa senhorial mais importante da cidade próxima. Enquanto ele trabalha arduamente, compra terras, a companheira servilmente o ajuda e lhe dá filhos, tornando-se num pequeno caso de sucesso, mas vem uma seca e emigra só não volta a encontrar meios para melhorar-se, regressa com a família e vários acasos transformam-no num dos homens mais ricos da região e ele procura criar a sua dinastia alicerçada nos filhos homens numa sociedade onde as mulheres são vendidas e mais não são que meras reprodutoras, concubinas ou servas, por isso não admira que arranje outras nestas condições para sua casa e honrar o seu nome e assim o seu sucesso sempre ligado ao amor à terra e ao trabalho e em desprezo pelas mulheres serve para conhecermos a vida rural e a mentalidade daqueles tempos na China.
A narrativa é feita numa linguagem simples, fácil como de um relator que conhece os pensamentos das suas personagens mas não julga procedimentos, mesmo que choquem os ocidentais, a obra torna-se num primeiro volume de uma saga que noutros romances relatará a vida das gerações seguintes e foi um grande sucesso de vendas em meados do século XX. Gostei, não me fascinou a escrita, mas aprende-se muito do que era a China num passado pouco antes de se tornar na República atual.

6 comentários:

Pedrita disse...

essa autora tinha na minha infância. li alguns. lembro q gostei, mas faz muito tempo. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Disseram-me ser esta saga o conjunto mais famoso de Pearl S Buck

Os Incansáveis disse...

Pearl Buck é uma das minhas autoras prediletas!! Aqui no Brasil, este título foi traduzido como "A boa terra".
Denise

Carlos Faria disse...

Ainda bem que mencionou o título aí no Brasil, por vezes eu sei, mas o importante é que quem me lê aí sob o cruzeiro do sul se procurar a obra descubra a versão brasileira do título.

DIARIOS IONAH disse...

Li muitos livros dela, inclusive este que você resenhou. Aprendi muito coisa da China com ela. Mas eu ainda prefiro ler os autores chineses.

Carlos Faria disse...

Pois espero vir a ler escritores chineses.