sexta-feira, 4 de abril de 2014

"O Quarteto de Alexandria" Romance 2 - "Balthazar" - Lawrence Durrell


O segundo volume da tetralogia "O quarteto de Alexandria" de Lawrence Durrell: "Balthazar"; é um magnífico exercício literário onde se coloca em dúvida a visão do escritor transposta para os seus livros com base em personalidades conhecidas e mostra uma realidade diferente da opinião antes contada pelo autor na sua ficção, isto com base numa abordagem crítica de uma das personagens do primeiro romance ao próprio conteúdo deste e às descrições e interpretações nele contidos pelo autor.
Neste romance, que não deve ser bem compreendido sem a leitura do anterior, quase não existem repetições de acontecimentos do primeiro volume, mas ocorrem outros que servem de reinterpretação e adequadamente relacionadas com o descrito na primeira versão. Existe ainda a introdução de algumas novas personagens ou o aprofundamento de algumas anteriormente conhecidas, o que leva a uma reanálise de "Justine" e no meu caso a ressaborear este livro com novo gosto mesmo depois de o ter lido.
Além de em "Balthazar" e com novos olhos se retomarem as temáticas de "Justine", é igualmente interessante a descrição de Durrell das tradições culturais urbanas da elite de Alexandria, como o seu Carnaval, e do Egito rural e da paisagem que cerca a cidade no tempo anterior à II Guerra Mundial.
"Balthazar" é assim um exercício literário que é um o romance sobre o papel do seu autor na interpretação da realidade, sem cair na frieza de ser um ensaio e mantendo uma trama ficcional viva e interessante.

2 comentários:

Pedrita disse...

eu gosto de ler os livros na ordem. raramente arrisco mudar. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Efetivamente mudar a ordem pode comprometer a leitura de uma obra... também por norma não arrisco.