segunda-feira, 23 de setembro de 2013

"A máquina de fazer espanhóis" de Valter Hugo Mãe


Um livro sobre a vida na velhice, quando tudo à nossa volta muda e se é acolhido num lar de idosos, restam assim apenas as convicções, as memórias do passado, o exame de consciência e a adaptação ao ocaso da vida.
Vários capítulos são escritos ao estilo de José Saramago, outros evidenciam a diferença com o uso de formas mais clássicas. O romance ora é terno, ora irónico, mas também deprimente e mesmo com alguma violência. 
As reflexões sobre o passado tentam em simultâneo criticar a ditadura em Portugal e a submissão e colaboracionismo de muitos com o regime como forma de autoproteção, mas surgem um pouco como exteriores à evolução da estória e por isso rompem com alguma homogeneidade da obra que não trata todos os temas introduzidos com a mesma profundidade.
Gostei do romance, mas por vezes senti-me frustado por apenas insinuar-se sem ir à questão em si, face a outras temáticas em que disserta com algum pormenor. Cedo desenvolve a angústia por percebermos que a velhice, apesar de poder ser uma fase bonita da vida e com vários temperos, é a que antecede à última porta para o termo do ser humano com todas as suas virtudes, defeitos e sentimentos.

9 comentários:

Pedrita disse...

falaram tanto desse autor no brasil, fizeram uma adoração tão exagerada, q eu ainda reluto em desvendá-lo. quem sabe um dia. eu amo umberto eco. estou com uma obra dele aqui na fila pra ler. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

É um bom escritor e tem uma sensibilidade muito interessante sobre as pessoas que coloca na escrita, como muitas vezes, ainda não passou o crivo do tempo, mas penso que deixará marca na literatura nacional.

Cris disse...

olá Carlos

Não resisti e vim ver o seu blogue e as suas leituras.

Há muito que ando atrás da Máquina... acredito que este ainda já não consiga, mas cada livro que leio do VHM é mais uma certeza de que o mais certo é passar por todos os seus livros.

E A Desumanização, que me diz?

Boas leituras,
Cris
Efeito dos Livros

Carlos Faria disse...

Parece-me que será um livro interessante, o meu problema é mesmo conseguir ler tudo o que pretendo ler.
Raramente leio sequencialmente um escritor e no rodar, alguns livros vão ficando para trás devido a outras obras que vão surgindo, vamos a ver se consigo em breve chegar ao Desumanização.

Denise disse...

Gosto imenso de Valter Hugo Mãe e considero "A Máquina de Fazer Espanhóis" um dos seus melhores livros.
A "Desumanização" é igualmente soberbo. Vale a pena :)

Boas leituras.

Carlos Faria disse...

Tenho em vista ler mais uns livros dele...

Pedrita disse...

terminei de ler esse livro, mencionei esse seu post lá.

DIARIOS IONAH disse...

Fiquei curiosa.

DIARIOS IONAH disse...

Carlos, respondi ao seu comentario no meu blog abrkdbra....