domingo, 4 de agosto de 2013

Uma história de Amor e Trevas - Amos Oz


Acabei de ler "Uma história de amor e trevas" de Amos Oz, nunca lera nenhum escritor nascido e crescido em Israel, não é um romance, mas a história dos seus antepassados na diáspora desde os seus bisavós, a passar pelo movimento sionista que os reúne na então colónia inglesa da Palestina, prossegue com as memórias do autor ali nascido e chega a penetrar no século XXI.
Um século e meio de judeus asquenazis, um escritor produto do cruzamento de um ramo extremamente culto e conservador com outro de origens pobres, que passou pela riqueza burguesa no leste europeu, regressou à miséria no rescaldo da migração dos anos 30 e se manteve da esquerda progressista.
Muito bem escrito, cheio de ternura, por vezes exagera nos pormenores, com muitas informações culturais e sociológicas, uma família que é um retrato dos vários tipos de judeus, numa perspetiva humana sem ser contra ninguém, apesar das feridas e tensões não estarem ausentes.
Interessante os contactos diretos do autor e da família com várias personalidades importantes da cultura e da política israelita do século XX, os relatos da guerra da independência vistos pelos olhos de uma criança, a descoberta da irrealidade de alguns sonhos e o reconhecimento dos problemas dos adversários derrotados.
Um grande livre, excelentemente escrito e uma lição sobre a vida, os seus sonhos e desilusões sem abandono do humanismo e da razão.

4 comentários:

Pedrita disse...

é um autor q sou meio reticente. prometo pensar. eu amo umberto eco, até comprei um dele recentemente, está na fila aqui. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Pois este livro recomendo vivamente, pela sua ternura, pela sua informação e pela sua qualidade.

Denise disse...

Absolutamente de acordo :) Gostei muito deste livro.

Pedrita disse...

depois de ver o filme fiquei com vontade de ver. acho q vai gostar do filme.