segunda-feira, 1 de abril de 2013

Concerto da Páscoa - Um magnífico serão musical!

Após uma longa espera para se ouvir novamente no Faial um novo concerto da Horta-Camerata, orquestra que tem marcado positivamente pela qualidade musical ímpar o reportório erudito que se tem interpretado nesta ilha ao longo dos últimos anos, foi com elevada ansiedade que esperei pelo concerto Sinfónico de Páscoa 2013 e confesso que valeu a pena. 
A primeira parte foi inteiramente preenchida pelo Concerto para Piano e Orquestra n.º 8 de Mozart, sendo solista Alexander Kuklin, que atualmente desempenha atividade de professor convidado na ilha Graciosa.
Além da sempre agradável música de Mozart, Alexander Kuklin tocou esta obra clássica respeitando o estilo da época e resistindo a certas tentações frequentes nalguns intérpretes de expressarem com maior intensidade a emoções do período romântico e por vezes mascaram a fluidez do estilo clássico original. Assim, neste concerto foi bom ouvir-se Mozart a respeitar o estilo da época de Mozart na sua forma alegre e contida como este compositor brincava com as teclas e a música.

A segunda parte começou por recuar ao barroco no larguetto da ópera Berenice de Händel, uma linda composição musical, tocada com a sensibilidade adequada e que nos preparou para  o regresso ao período clássico com a sinfonia 43 de Haydn - Mercúrio mas agora anterior a Mozart.
Uma Sinfonia onde os temas são repetidos com subtilezas de modulação e variações que mostram a genialidade do Haydn e preparam o ouvinte ir descobrindo a evolução desta música e a reconhecer as suas principais frases de forma a ficar cativado pelos temas principais dos vários andamentos e sem dúvida que a qualidade posta na interpretação, mesmo com músicos amadores, soube tirar partido máximo das particularidades desta sinfonia. 

Por fim uma palavra para a direção musical de Kurt Spanier que mais uma vez mostrou que sabe descobrir, selecionar e potenciar ao máximo músicos dispersos por estas ilhas e não só, nas sua grande maioria ainda jovens mas com grande talento, e ainda consegue juntá-los e em poucos dias viabilizar concertos de grande qualidade de interpretação.
Uma palavra para os músicos que apesar de terem sido afetados por uma greve de transportes para chegar ao Faial, mesmo assim com o seu saber, talento e empenho foram capazes de chegar a um patamar de qualidade de interpretação e integração na orquestra de forma a conseguir um magnífico serão musical!
Parabéns!

3 comentários:

Pedrita disse...

deve ter sido um belo concerto. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Mereceu 4 encores devido aos aplausos do público, o que mostra bem do entusiasmo que gerou.

Anónimo disse...

E novidades sobre o sismo desta noite...»?!?