domingo, 30 de setembro de 2012

O Bom Inverno de João Tordo



O ainda jovem João Tordo ganhou um prémio Saramago e o "O bom inverno" encontra-se na lista para o prémio literário europeu do corrente ano. Motivos que estão na base de ter optado pela leitura deste romance.
Um escritor português algo hipocondríaco e deprimido vai a um evento europeu de escritores e é atraído para umas férias na casa de um produtor de cinema igualmente europeu que por norma reúne pessoas das artes durante o verão... mas este espaço transforma-se num pesadelo e um crime desencadeia um drama psicológico e de terror com estes artistas de valor variável.
Um texto bem escrito e embora o autor seja um deus sobre os seus personagens, tal como se deduz no romance, até este deus pode perder o controlo e penso que de facto tal aconteceu na obra. 
Tem por vezes reflexões interessantes, tem páginas em que chega a ser emocionante e entusiasmante, mas também tem momentos que me pareceu maçador e sem norte.
Para uma obra selecionada para um prémio europeu esperava mais ou talvez os prémios é que tem uma bitola mais baixa do que eu penso. Lê-se razoavelmente bem, mas não me deslumbrou.
Assumo que a falta de deslumbramento pode efetivamente dever-se ao ter perspetivado algo de muito elevado, devido ao anúncio à candidatura de um prémio internacional, e ainda estar influenciado pela excelente obra cuja leitura lhe antecedeu imediatamente. Por isso mantenho o repto para lerem "O bom inverno" e cada um depois julgue por si... até por que as críticas literárias são todas muito elevadas... 

1 comentário:

Pedrita disse...

pronto, lido e comentado no blog. eu gostei bastante, mas acho que o livro demora um pouco para acontecer e se repete um pouco. mas achei alguns momentos fantásticos. um conhecido falou que eu tenho que ler três vidas do autor. e pela insistência do conhecido para ler essa obra fiquei curiosa. ah, mencionei vc no blog e seu post. beijos, pedrita