segunda-feira, 29 de novembro de 2010

FÉRIAS: BARCELONA

Barcelona vista do Monte Tibidado - imagem daqui
Olhando para trás, verifico que, por norma, em férias tenho optado por destinos mais longínquos, mas já há muito penso que Barcelona será uma cidade que tem muito a oferecer, não só em termos de vivência interna, mas também e sobretudo ao nível cultural, motivos que estiveram na base da escolha.
As perspectivas são elevadas, agora é explorar, logo que tenha oportunidade, passarei por cá com as primeiras impressões.

sábado, 27 de novembro de 2010

LISBOA - Música na Gulbenkian

Muitos dirão que Lisboa não é um destino para melómanos, tal seria verdade se não existisse a Fundação Calouste Gulbenkian.
Esta no seu programa de concertos ao longo de uma temporada está ao nível de muitas das melhores instituições culturais Europeias. Ao seu auditório, do melhor que conheço em condições acústicas, deslocam-se muitos os músicos e maestros de renome mundial todos os anos.
Hoje não vou conhecer ouro estrangeiro, fico-me pela prata da casa, que também precisa de ser conhecida: Concerto na Gulbenkian da Orquestra Nacional do Porto - Casa da Música, dirigida por Emilio Pomarico, com obras de Debussy, Berg e Stravinsky, isto após a sua digressão por várias capitais culturais do velho continente.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Lisboa, a passear em livrarias e lojas de música


Num dia sem transportes públicos, mas sem chuva, deu para passear e visitar várias livrarias e lojas de música e as primeiras despesas ou investimentos na cultura já aconteceram.
Continuo satisfeito com os projectos editoriais de publicarem em livros de bolso obras importantes a preços baixos, o que permite efectivamente um acesso muito mais vasto a grandes marcos de literatura nacional ou internacional sem os preços proibitivos do passado.
Igualmente me parece que esta democratização está a chegar à música erudita, aqui com a reedição de grandes gravações a preços convidativos.
Democratizar a cultura, não é só torná-la acessível nas montras, mas também e sobretudo aos bolsos de quem compra.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

LISBOA - na capital sempre bela

Nestas férias a primeira paragem durante uns dias é em Lisboa. Cidade que me acolheu com chuva e nevoeiro, mas cuja parte castiça me deslumbra sempre, na qual nunca me canso de explorar e de descobrir recantos onde a tradição e a beleza se casam na perfeição.
É esta Lisboa antiga que faz parte da minha vida de estudante e das recordações do meu passado e que tem muito a dar a quem a visita, queiram os responsáveis pelo futuro desta terra aproveitar o seu potencial e criar condições para que os alfacinhas ali permaneçam a viver.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

As FÉRIAS CHEGARAM!...

Como já vem a acontecer ao longo de vários anos, Outono é sinónimo de férias para mim, espairecer e dedicar-me às minhas outras paixões.
A férias chegaram e embora pretenda manter o Geocrusoe activo, a periodicidade e a rapidez das minhas reacções às marteladas poderão sofrer algumas perturbações.
Por isso continuem a aparecer...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

MONSTROS!

Quando adolescente tremia com as enormes máquinas nos filmes de ficção científica e nos livros de super-heróis que atacavam a Terra... hoje já não tremo, mas ainda temo ao pensar no que podem fazer estes monstros ao nosso Planeta.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CATÁSTROFES: Reconstrução Reordenamento

A freguesia da Urzelina foi em grande parte destruída pelas lavas da erupção de 1.º de Maio de 1808, da sua igreja de então ficou a torre, mas a sua comunidade não morreu, os seus habitantes arregaçaram as mangas e reconstruíram casas e templo em novos locais não ocupados pelas escoadas basálticas de então. Surgiu assim uma nova igreja desta paróquia de São Mateus, talvez mais imponente, mais bela e mais segura.

As catástrofes por norma são dolorosas, mas podem ser momentos de crescimento e de amadurecimento, inclusive das nossas terras, com a reconstrução de edifícios mais seguros, modernos e espero que sempre se aproveite a oportunidade para os edificar em locais expostos as menores riscos naturais.

O ordenamento do território para minimizar os riscos deve ser preventivo, mas é muitas vezes difícil de implementar sobre o que existe. No grupo central, de forma mais forçada pelas condições deixadas pelas catástrofe, o rearranjo da ocupação do solo já aconteceu pelo menos com os vulcões da Praia do Norte no Faial, de Santa Luzia no Pico e da Urzelina em São Jorge. No Faial, mas de uma forma imposta legalmente e com base em estudos geológicos também tal aconteceu após o sismo de 9 de Julho de 1998 na Freguesia da Ribeirinha.
Mas o melhor é sempre a prevenção antes de acontecer a catástrofe e o ordenamento do território é um dos processos fundamentais na redução dos riscos.

sábado, 13 de novembro de 2010

HENRYK GÓRECKY (1933-2010)

Muito compositores tornaram-se conhecidos mundialmente apenas séculos depois da sua vida, no seu tempo fizeram importantes músicas, provavelmente tiveram o seu grupo de admiradores, mas para muitos, mais não foram do que meros bons profissionais no seio de muitos e são hoje génios na arte de Orfeu.
É normal que se alguém perguntar por grandes músicos falarão de Bach, mas não o seria no seu tempo, tal como actualmente poucos conhecem Olivier Messiaen ou Henryk Górecky, o primeiro foi único, o segundo experimentou as grandes técnicas de composição do século XX e conheceu o sucesso com a sua 3.ª Sinfonia das Canções Tristes, cujos acordes já me comoveram muitas vezes.
Fica aqui a homenagem do grande músico polaco Henryk Górecky acompanhada de obras primas da pintura, que ontem nos legou a sua obra e abandonou o mundo dos vivos.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Experimentar Na M'Incomoda


Em todas as épocas houve artistas que pegaram no património cultural herdado, recriaram-no, deram-lhe uma roupagem moderna para altura e muitas vezes chocaram com o seu arrojo a sociedade do seu tempo. Tem sido assim na literatura, na pintura, na escultura, na arquitectura e também na música.
"Experimentar Na M'Incomoda" resultou de jovens faialenses que tomaram músicas tradicionais dos Açores e sem se incomodar experimentaram. Foram recentemente premiados a nível nacional pelo seu projecto..., tal como no passado, alguns sentir-se-ão incomodados pelo arrojo.


Parabéns! Ontem deram-se a conhecer mais profundamente na sua ilha, na Casa.
Boa Sorte!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

REMEMBRANCE DAY - POPPY DAY

Papoilas do Remembrance Day no Canada - foto de Benoit Aubry

11 de Novembro é o dia do armistício da I Grande Guerra. No Canada, à semelhança de muitos dos países da Europa, este é o dia para lembrar aqueles que caíram a defender os interesses da sua pátria, a muitos deles conseguimos os direitos, garantias e liberdades que hoje gozamos no Canada e nos países do velho continente.
O médico e poeta canadiano John McCrae na batalha da Flandres em Maio de 1915 viu morrer e assistiu ao funeral de um dos seus amigos compatriota, quando os campos estavam então cobertos de papoilas e escreveu o poema que se tornou, conjuntamente com a flor, num dos principais símbolos do Dia da Memória em todo o mundo Anglo-saxónico.

In Flanders fields the poppies blow
Between the crosses, row on row,
That mark our place; and in the sky
The larks, still bravely singing, fly
Scarce heard amid the guns below.

We are the Dead. Short days ago
We lived, felt dawn, saw sunset glow,
Loved and were loved, and now we lie,
In Flanders fields.

Take up our quarrel with the foe:
To you from failing hands we throw
The torch; be yours to hold it high.
If ye break faith with us who die
We shall not sleep, though poppies grow
In Flanders fields.

John McCrae não sobreviveu para ver a força das suas palavras, foi um dos médicos infectados por pneumonia naquela guerra no seu hospital de campanha e também recordado neste dia...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

RIBEIRA DESPE-TE-QUE-SUAS

O vale da ribeira Despe-te-que-suas é um dos vales mais abruptamente escavados pelas águas no concelho de Nordeste na ilha de São Miguel, mas o nome do curso de água é também um dos nomes toponímicos mais originais e descritivos que conheço em Portugal.
O nome transmite a sensação de calor associada ao cansaço de quem se aventura a subir do litoral ao longo da ribeira para chegar às zonas mais interiores.

Além da força do vale, o verde da densa vegetação luxuriante faz lembrar uma floresta tropical, aqui mostrada de um ângulo menos comum que o habitual.

domingo, 7 de novembro de 2010

FAIAL FILMES FEST 2010 - Encerramento e Prémios

Terminou a 6.ª Edição do Faial Filmes Fest, com a homenagem ao Cineasta Realizador com 101 anos de idade Manoel de Oliveira, o qual dirigiu uma mensagem ao Festival e foi apresentada o seu documentário/curta-metragem sobre os "Painéis de São Vicente de Fora"..
Um período de pequena duração mas de grande significado neste festival.

A cerimónia de encerramento foram conhecidos todos os prémios associados a esta edição do FFF2010, que apresentou cinquenta e oito filmes seleccionados para a final, ficando aqui apenas alguns dos galardões mais importantes:
Melhor curta-metragem - "Canção de Amor e Saúde" de João Nicolau
Prémio do Público - "Pickpocket" de João Figueiras
Melhor curta do Faial - "Passando à de Zé Marôvas" de Aurora Ribeiro
Prémio do Público das curtas do Faial - "Passando à de Zé Marôvas" de Aurora Ribeiro
Melhor Ficção - "Pickpocket" de João Figueiras
Melhor Documentário - "Crime abismo azul remorso físico" de Edgar Pêra.
Para conhecer os restantes prémios consulte aqui.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

FAIAL FILMES FEST 2010 - Curtas-metragens do Brasil

Luís Pereira do Cineclube da Horta e Ricardo António da Prefeitura de Atibaia

Várias das películas do Faial Filmes Fest 2009 foram exibidas no festival da cidade de Estância Atibaia, São Paulo, Brasil: FAIA (Festival de Atibaia Internacional do Audiovisual), no início do corrente ano. Nasceu então um protocolo entre o Cineclube da Horta e a Associação de Difusão Cultural de Atibaia.
Agora, o intercâmbio dá os seus primeiros frutos do lado do Faial, com a vinda de um representante da prefeitura de Estância Atibaia à cidade da Horta e a exibição de uma sessão com uma mostra de curtas-metragens brasileiras, às 16 horas deste Sábado.
Uma novidade que mostra a cada vez maior internacionalização do Faial Filmes Fest. Aproveite!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

FAIAL FILMES FEST 2010 - Sessões Competitivas

O Faial Filmes Fest desde ontem que se mudou para a sua casa habitual, o Teatro Faialense, e no molde adoptado para corrente ano terá apenas sessões competitivas ao longo de toda a semana, sem separação dos filmes concorrentes ao nível local dos provenientes do exterior.
Assim as curtas-metragens realizadas pelos faialenses vão surgindo ao longo dos vários dias e em pé de igualdade com as provenientes das outras partes do mundo, tendo já sido exibidas obras da Europa, América, África e Ásia.
Um bom motivo para todas as noites se deslocar ao este evento cultural da nossa ilha. Aproveite.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

FAIAL FILMES FEST 2010 - 1.º Dia

Após a abertura do FFF2010 pelo Presidente do Cineclube da Horta, o festival iniciou-se com uma curta-metragem científica, imagens da cobertura cinematográfica a uma expedição científica às fontes hidrotermais submarinas Menez Gwen e Bubbylon situadas perto do Faial e a cerca de 800 m de profundidade, ocorrida no final do último Verão e com explicação ao vivo dos aspectos da fauna mostrada. Pela qualidade da fotografia e divulgação do ecossistema junto a estas manifestações vulcânicas, o festival abriu com chave de ouro.

Realizador Edgar Pêra e o Presidente do Cineclube da Horta

Seguiu-se a ante-estreia de um filme de autor "Punk is not daddy" de Edgar Pêra. Uma mostra de filmagens da revolução musical dos anos 80 em Portugal, com alguns dos grupos mais conhecidos de então, penetrando em bastidores, concertos no Rendez-vous e de propaganda política e no espírito revolucionário e de contra-cultura de então. Um retrato muito forte e verdadeiro da época que toca fundo à geração dos anos 80 a que pertenço.